ONU lança campanha para combater violência contra jovens negros

O lançamento oficial ocorre nesta terça-feira (7), com a divulgação de vídeos protagonizados pelos atores Taís Araújo, Kenia Maria e Érico Brás, a poeta Elisa Lucinda e o grupo Dream Team do Passinho.

1164 0

O lançamento oficial ocorre nesta terça-feira (7), com a divulgação de vídeos protagonizados pelos atores Taís Araújo, Kenia Maria e Érico Brás, a poeta Elisa Lucinda e o grupo Dream Team do Passinho.

Da Redação*

Uma nova mobilização contra o racismo foi promovida pela Organização das Nações Unidas (ONU). O órgão lançou um emoji especial para a campanha “Vidas Negras”, realizada durante todo o mês de novembro, época em que se celebra o Dia da Consciência Negra. Com a novidade, a imagem de um punho negro cerrado aparece na postagem de todos os usuários que utilizarem as hashtags #ConsciênciaNegra e #VidasNegras no Twitter.

O emoji faz parte da campanha “Vidas Negras”, que reivindica o fim da violência contra jovens negros. O lançamento oficial ocorre nesta terça-feira (7), com a divulgação de vídeos protagonizados pelos atores Taís Araújo, Kenia Maria e Érico Brás, a poeta Elisa Lucinda e o grupo Dream Team do Passinho.

De acordo com dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), de cada mil adolescentes brasileiros, quatro vão ser assassinados antes de completarem 19 anos. Segundo estudo da instituição, divulgado em outubro e com base em dados de 2014, um adolescente negro tem 2,88 vezes mais risco de morrer do que um garoto branco da mesma faixa etária. No caso de morte por arma de fogo, o risco é 6,11 vezes maior.

“”Vidas Negras” faz parte da agenda da Década Internacional de Afrodescendentes, que tem o objetivo de garantir o cumprimento dos direitos humanos e liberdades fundamentais das pessoas afrodescendentes, promover maior conhecimento e respeito por sua contribuição histórica, além de reforçar leis e políticas nacionais, regionais e internacionais contra a discriminação racial”, informa nota da organização.

*Com informações do BOL

Foto: Reprodução

 



No artigo

x