Meryl Streep relatou ataque sexual que sofreu de Dustin Hoffman. ‘Porco desagradável’

Entrevista que concedeu à Times, há quase 40 anos, voltou à tona depois dos últimos acontecimentos envolvendo atores de Hollywood.

1960 0

Entrevista que concedeu à Times, há quase 40 anos, voltou à tona depois dos últimos acontecimentos envolvendo atores de Hollywood.

Da Redação

Recentemente, o “fantástico mundo de Hollywood” viu algumas de suas “estrelas” virarem cadentes. Várias acusação de assédio sexual revelaram um verdadeiro mar de lama onde mergulha, o vencedor do Oscar, Kevin Spacey. Nem mesmo a falha tentativa de se humanizar diante do fato – assumindo sua homossexualidade – impediu com que a Netflix o demitisse na última sexta-feira (3).

Alguns dias antes, em uma carta aberta, a escritora Anna Graham Hunter afirmou também ter sido assediada por outro ator premiado pela Academia de Cinema. Dustin Hoffman, segundo relatou, flertava e falava sobre sexo com ela, que na época tinha 17 anos e era estagiária de produção. Inclusive, chegou a apalpá-la em diversas situações.

“No meu primeiro dia de trabalho, ele pediu por uma massagem nos pés, eu fiz. Ele me cantava com frequência, apalpou minhas nádegas, falava sobre sexo comigo e na minha frente. Um dia, fui ao camarim checar o que ele queria de café da manhã. Ele respondeu: “Quero ovos quentes, e um clitóris morno”. Sua equipe gargalhou. Eu saí, muda. Então fui ao banheiro chorar”, conta.

Leia também: Após acusação de assédio, Netflix corta Kevin Spacey de ‘House of Cards’

Por causa desta revelação, um entrevista de Meryl Streep, publicada em 1979, pela revista Time voltou à tona nas redes sociais. Na ocasião, a atriz contou que conheceu Hoffman anos antes do filme Kramer versus Kramer, quando estava fazendo uma audição para um espetáculo da Broadway dirigido pelo próprio ator.

“Ele chegou até mim, disse ‘Eu sou Dustin Hoffman’ e colocou a mão no meu seio’. Um porco desagradável, eu pensei”, afirmou Meryl. Esta entrevista foi publicada no mesmo ano em que o clássico Kramer versus Kramer, protagonizado pelos dois, foi lançado.

Em sua biografia, publicada em 2016, Meryl revela agressão física de de Hoffman, quando ele a estapeou durante as filmagens deste filme. Isso foi confirmado pelo autor Michael Schulman, que afirmou que na gravação da cena de abertura do longa, o ator bateu no rosto de Meryl sem que ninguém esperasse. Segundo relato, foi tão forte que deixou uma marca vermelha. Hoffman ainda provocava a atriz com comentários sobre o seu ex-namorado, John Cazale, que havia morrido naquele ano.

Kramer versus Kramer conquistou sete estatuetas do Oscar em 1980, incluindo a de melhor filme, melhor diretor (Robert Benton), melhor ator (Hoffman) e melhor atriz coadjuvante (Streep). Depois desse episódio, os dois atores não voltaram a trabalhar juntos.

*com informações da Veja
Fotos: Reprodução/Facebook



No artigo

x