Novo Twitter: agora as mensagens podem ter 280 caracteres

Principal argumento para a mudança é a busca por facilitar o uso da plataforma, permitindo que usuários postem mais rapidamente, sem se preocupar tanto com edições para se enquadrar no tamanho permitido.

618 0

Principal argumento para a mudança é a busca por facilitar o uso da plataforma, permitindo que usuários postem mais rapidamente, sem se preocupar tanto com edições para se enquadrar no tamanho permitido.

Da Redação*

Mais uma novidade à vista no universo das redes sociais. O Twitter decidiu viabilizar seu projeto de mudar sua principal regra: o limite de 140 caracteres para postagens. A empresa anunciou, nesta terça-feira (7), que agora os tuítes podem ter até 280 toques, o dobro do tamanho original. A liberação começou a partir das 19 horas, mas deve chegar aos poucos às redes dos usuários.

Desde setembro, a empresa realizava testes com grupos limitados de usuários para avaliar a decisão, conforme publicou a Fórum, em 27 de setembro. O principal argumento para a mudança é a busca por facilitar o uso da plataforma, permitindo que usuários postem mais rapidamente, sem se preocupar tanto com edições para se enquadrar no tamanho permitido.

A empresa diz que o limite de 140 caracteres criava desafios para encaixar partes dos pensamentos em um tuíte. Indício disso é que, historicamente, 3,5% dos tuítes em português e 9% dos tuítes em inglês ficavam justamente no limite de 140 caracteres. De acordo com o Twitter, no teste, apenas 0,2% das postagens em português e 1% das feitas em inglês atingiram o tamanho do novo limite de 280 caracteres durante a experimentação.

Em texto anunciando o início dos testes de tuítes maiores em seu site, o Twitter reconheceu que os 140 caracteres tinham importância emocional para fãs da rede. “Compreendemos que, como muitos de vocês vêm tuitando há anos, pode haver um apego emocional aos 140 caracteres – nós também sentimos isso. Mas testamos este novo limite, vimos o poder do que ele pode fazer e nos apaixonamos”, afirmou a nota.

Por outro lado, o Twitter diz que o novo limite não trará uma mudança radical na leitura da linha do tempo. Nas experiências, apenas 5% dos tuítes enviados tinham mais de 140 caracteres e apenas 2% tinham mais de 190. Além disso, os usuários que puderam utilizar os 280 caracteres tiveram mais engajamento (curtidas, retuítes e conquistaram mais seguidores) e passaram mais tempo no Twitter.

A mudança não inclui postagens em japonês, coreano e chinês. O Twitter disse manter o limite convencional para esses idiomas devido à maior facilidade de se expressar em menos espaço neles. O Twitter fechou o terceiro trimestre de 2017 com 330 milhões usuários ativos, 4% a mais do que no mesmo período do ano anterior. A empresa vem adotando medidas para facilitar o uso do serviço para aumentar seu público.

*Com informações da Folha de S.Paulo

Foto: Reprodução



No artigo

x