Apoiador do golpe, dono da Riachuelo vira réu por coação, calúnia e injúria

O empresário Flávio Rocha ataca procuradora do Trabalho, que questionou a contratação de terceirizados pela Guararapes, firma que controla a rede de lojas de departamento; ele chegou a “contratar” o MBL para intimidar a representante legal.

953 0

O empresário Flávio Rocha ataca procuradora do Trabalho, que questionou a contratação de terceirizados pela Guararapes, firma que controla a rede de lojas de departamento; ele chegou a “contratar” o MBL para intimidar a representante legal.

Da Redação*

Conhecido por ser um dos grandes apoiadores do golpe que derrubou a presidenta Dilma Rousseff, o dono da Riachuelo, Flávio Rocha, se tornou réu na Justiça Federal do Rio Grande do Norte. Ele é acusado pelo Ministério Público Federal de coação, calúnia e injúria contra uma procuradora do Trabalho que questionou a contratação de terceirizados pela Guararapes, firma que controla a rede de lojas de departamento. As informações foram publicadas na coluna Painel, da Folha de S.Paulo.

Procurado, Rocha não quis comentar. Pessoas próximas lembram que, em outubro, quando o embate com o Ministério Público chegou ao limite, empregados das confecções terceirizadas decidiram doar um dia de trabalho para ajudar a pagar o advogado do empresário.

*Com informações da Folha de S.Paulo e do Brasil 247

Foto: Reprodução



No artigo