Sem moral, PMDB usa frase da mandioca para atacar Dilma em propaganda na TV

Peça publicitária, que começará a circular na próxima terça-feira (21), tenta vender a ideia que o Brasil melhorou depois do impeachment de Dilma e ainda usa informação errada para atacar governo da ex-presidenta Por Redação...

1253 0

Peça publicitária, que começará a circular na próxima terça-feira (21), tenta vender a ideia que o Brasil melhorou depois do impeachment de Dilma e ainda usa informação errada para atacar governo da ex-presidenta

Por Redação

O PMDB, partido cuja cúpula está afundada em denúncias de corrupção, está veiculando na TV uma série de peças publicitárias para tentar salvar a popularidade do governo de Michel Temer, que tem menos de 3% de aprovação.

A próxima propaganda será veiculada a partir de terça-feira (21). Na peça, é vendida a ideia de que o Brasil melhorou após o impeachment de Dilma – mesmo com inúmeros indicadores mostrando o contrário – e ainda é usada a frase da mandioca, proferida em 2015 pela ex-presidenta, para atacá-la.

“Não dá para esquecer: 2016, com a economia em frangalhos, Dilma Rousseff anunciava a mandioca como uma das mais importantes conquistas do país. Dilma desenterrou a mandioca e enterrou a economia brasileira”, provoca a narradora na propaganda.

Acontece que, para atacar Dilma, o PMDB usou uma informação errada. A frase da mandioca foi feita em 2015, e não em 2016, “com a economia em frangalhos”, como diz a propaganda.

Na ocasião, Dilma acabou sendo motivo de chacota de opositores, que já arquitetavam o impeachment, por ter “saudado” a mandioca. A “saudação”, no entanto, foi certeira e simbólica para o contexto em que foi feita: Dilma abria os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, e afirmou que os índios trouxeram para a cultura brasileira “não só os nomes que estão em todas as cidades”, mas também o acesso à forma básica de alimentação.

 



No artigo

x