Em solidariedade à Kátia Abreu, Dilma diz que PMDB persegue quem é honesto

Ex-presidenta afirma que a expulsão da senadora do partido “é um jogo de cartas marcadas com que o grupo que se apossou do PMDB tenta perseguir os políticos sérios, honestos e progressistas que pertencem ao partido e lutam pela preservação de sua história”.

660 0

Ex-presidenta afirma que a expulsão da senadora do partido “é um jogo de cartas marcadas com que o grupo que se apossou do PMDB tenta perseguir os políticos sérios, honestos e progressistas que pertencem ao partido e lutam pela preservação de sua história”.

Da Redação*

A ex-presidenta Dilma Rousseff se manifestou, nesta sexta-feira (24), em apoio e solidariedade à senadora Kátia Abreu (sem partido-TO), que foi expulsa do PMDB, partido que ainda mantém nos seus quadros políticos como Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima e Henrique Eduardo Alves, todos presos.

Para Dilma, a expulsão de Kátia Abreu “é um jogo de cartas marcadas com que o grupo que se apossou do PMDB tenta perseguir os políticos sérios, honestos e progressistas que pertencem ao partido e lutam pela preservação de sua história”.

A presidenta deposta lembrou como Kátia combateu o golpe parlamentar que a tirou do poder e como tem combatido os retrocessos do atual governo. A senadora foi expulsa, atendendo a um pedido apresentado por Geddel, por ter criticado Michel Temer, que é investigado por corrupção.

“A expulsão da senadora Kátia Abreu do PMDB é uma violência contra os seus eleitores do Tocantins e contra os brasileiros de todos os estados que a respeitam e admiram. A senadora Kátia Abreu se posicionou contra o impeachment fraudulento que derrubou o governo eleito e está lutando contra todos os retrocessos sociais e econômicos impostos pelo golpe”, postou Dilma no Twitter.

“A senadora Kátia Abreu honrou o cargo de ministra da Agricultura, que exerceu no meu governo, valorizou a CNA, que presidiu por muito tempo, e merece o respeito de todos como enérgica defensora do Estado Democrático de Direito”, escreveu ainda. “Manifesto à senadora Kátia toda a solidariedade e o apoio que ela fez por merecer ao longo de sua história de vida. Todos os tocantinenses terão oportunidade de homenagear a sua competência, coragem e decência em 2018”, concluiu Dilma.

*Com informações do Brasil 247

Foto: Agência Brasil



No artigo

x