Autora de impeachment de Dilma insinua apoio a Bolsonaro

Janaina Paschoal disse considerar o crime o principal problema da população brasileira e Bolsonaro é “o único que tem coragem de tocar nesse ponto sensível. Os outros parecem viver em outro país, chega a ser cômico”

1196 0

Janaina Paschoal disse considerar o crime o principal problema da população brasileira e Bolsonaro é “o único que tem coragem de tocar nesse ponto sensível. Os outros parecem viver em outro país, chega a ser cômico”

Da Redação*

Janaina Paschoal, uma das autoras do projeto de impeachment da presidenta deposta, Dilma Roussef, fez vários elogios em sua conta no twitter, nesta terça-feira (28), ao deputado Jair Bolsonaro e chegou a insinuar um provável apoio.

Janaina disse considerar o crime o principal problema da população brasileira e que, “concorde-se ou não com sua pauta e/ou com seu estilo, o único presidenciável que parece ser sensível para o maior problema da população é Bolsonaro. E as pessoas sabem que o discurso dele não é fake, pois, nessa seara, ele fala o que sempre falou”.

Mais adiante, ela afirma que “ele (Bolsonaro) é o único que tem coragem de tocar nesse ponto sensível. Os outros parecem viver em outro país, chega a ser cômico”.

No final, Janaina ameniza, mas não descarta o apoio: “Estou declarando apoio a Bolsonaro? Não, ainda é cedo para fechar questão com quem quer que seja. Tenho conversado com pessoas de muitos partidos. Estou apenas tornando público o que venho falando particularmente. Antes da Economia, as pessoas se preocupam com a VIDA. Simples”

Janaina Paschoal admitiu na época que de fato recebeu, junto com Miguel Reale Jr., R$ 45 mil do PSDB pelo serviço de fazer um parecer sobre o pedido de impedimento da então presidenta Dilma Roussef.



No artigo

x