Jornalista da Jovem Pan é absolvida após chamar senadora petista de “anta”, “cretina” e “semianalfabeta”

Joice Hasselman foi absolvida de uma ação por danos morais por um juiz de Brasília, que considerou as ofensas tentando desqualificar a senadora Regina Sousa (PT-PI) como “mera crítica política” Por Redação...

1419 0

Joice Hasselman foi absolvida de uma ação por danos morais por um juiz de Brasília, que considerou as ofensas tentando desqualificar a senadora Regina Sousa (PT-PI) como “mera crítica política”

Por Redação

A jornalista Joice Hasselman, aquela que escreveu um livro sobre Sérgio Moro e que foi acusada de plágio em inúmeras matérias, foi absolvida essa semana por um juiz de Brasília no processo em que a senadora Regina Sousa (PT-PI) pedia indenização por danos morais por conta de ofensas proferidas por Hasselman.

A jornalista, que já passou pela Veja e atualmente trabalha na rádio Jovem Pan, divulgou em suas redes sociais um vídeo em que xinga a senadora de “anta” e “cretina”, entre inúmeras outras ofensas, ao longo da sessão no Senado, no ano passado, que sacramentou o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff.

“Como uma criatura dessa se elege? Como alguém vota numa anta dessa? A mulher não consegue nem falar direito? (…) É um circo!”, disse Joice na ocasião.

A senadora, então, entrou com um processo pedindo indenização por danos morais. Na primeira instância, a juíza responsável pelo caso deu razão à petista e determinou a retirada do vídeo das redes sociais. Hasselman, no entanto, recorreu e, na segunda instância, o juiz considerou que as ofensas proferidas pela jornalista não passam de “mera crítica política”.

“O que há, em verdade, é apenas crítica política realizada pela ré (…), oportunidade em que se utilizou dos direitos constitucionais de liberdade de expressão e de direito de informação”, escreveu, na sentença, o juiz Luciano dos Santos Mendes, da 18ª Vara Cível de Brasília.

Confira a íntegra da sentença aqui.

 

 



No artigo

x