“Pior que tá, não fica”: Tiririca diz que vai abandonar a política

O palhaço, candidato mais votado nas eleições de 2010, fez há pouco seu primeiro e último discurso na tribuna da Câmara e afirmou se sentir envergonhado Por Redação*...

1990 0

O palhaço, candidato mais votado nas eleições de 2010, fez há pouco seu primeiro e último discurso na tribuna da Câmara e afirmou se sentir envergonhado

Por Redação*

O deputado federal Tiririca (PR-SP) anunciou nesta quarta-feira (6) que abandonará a política Candidato mais votado das eleições de 2010 sob o slogan “pior que tá, não fica”, o palhaço disse, no seu primeiro e último discurso na tribuna da Câmara, que sai “envergonhado”.

“Seria hipócrita se eu não falasse realmente que estou decepcionado. Decepcionado com a política brasileira, decepcionado com muitos de vocês, muitos. Saio totalmente com vergonha. Não são todos, mas eu queria que vocês tivessem um olhar pelo nosso país, pela nossa saúde”, afirmou.

Um dos parlamentares mais assíduos da Casa, Tiririca já vinha sinalizando há alguns meses que não disputaria eleições em 2018 e que abandonaria a vida pública. Ele está decepcionado com a conduta da maioria dos deputados que, segundo ele, não olham pelo povo.

“Vamos esquecer um pouco as brigas, vamos esquecer um pouco o ego. E vamos olhar para o nosso povo. O povo que eu falo é a aquele povo que necessita de saúde e eu tenho certeza que nenhum de vocês passaram por isso. A gente sabe que todos nós ganhamos bem para trabalhar, nem todos trabalham”, pontuou.

Tiririca não mencionou, em seu discurso de despedida, as recentes declarações que fez em uma entrevista, na semana passada, ao jornalista Roberto Cabrini, do SBT. Ele afirmou, na ocasião, que recebeu uma proposta de compra de voto para votar contra o impeachment da ex-presidenta Dilma Rousseff no ano passado. O parlamentar, no entanto, não revelou valores e nem de quem foi a proposta. Pessoas próximas ao palhaço afirmam que sua saída da vida pública pode estar ligada ao fato de que ele não teria como provar tais declarações.

*Matéria atualizada às 20h04 para acréscimo de informação. Horas após anunciar renúncia, o deputado afirmou que permanecerá no cargo até o término de seu mandato, mas que não disputará eleições no ano que vem



No artigo

x