Após ter seios apalpados em festa, mulher bate em assediador e vídeo viraliza

Jovem Madeline Anello-Kitzmiller estava em um festival na Nova Zelândia

1532 0

“Ninguém tem o direito de tocar seu corpo sem o seu consentimento”, diz a jovem Madeline Anello-Kitzmiller, que estava em um festival na Nova Zelândia

Da Redação

A jovem Madeline Anello-Kitzmiller estava caminhando com uma amiga durante o festival de Ano Novo Rhythm and Vines, na Nova Zelândia, quando um homem simplesmente correu até ela e apalpou seus seios. Madeline foi atrás do assediador e bateu nele.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

Madeline Anello-Kitzmiller à direita, com sua amiga Katie Ashworth (Foto: Divulgação do Festival)

Tudo foi filmado por um participante da festa, Giann Reece, que publicou o vídeo no Facebook. As imagens viralizaram nas redes sociais. Segundo Madeline, ela estava cansada de tanto assédio durante todo o dia. “Ele agarrou o meu peito e eu bati nele. Acho que havia muita raiva acumulada por causa de assédios durante aquele dia. Eu tive que reagir porque eu não poderia deixar de me defender”, disse ela ao jornal Daily Mail. “Isso acontece em todos os lugares, não apenas na Nova Zelândia.”

A jovem, que estava de topless coberta com glitter disse que, mesmo quando estava com roupas, o assédio era o mesmo e defendeu o direito das mulheres serem respeitadas, independente do que estiverem vestindo. “O corpo humano é seu próprio, e ninguém tem o direito de tocá-lo sem o seu consentimento, independentemente do que se está usando ou não”, declarou.  “Espero que tenha inspirado as mulheres a se sentir confortáveis ​​em seus corpos.”

Assista ao vídeo abaixo

Leia também: Após ser assediada e chamada d piranha, mulher terá indenização de R$ 8 mil



No artigo

x