Governo do Rio Grande do Norte decreta calamidade na Segurança Pública

Em assembleia nesta sexta (5), os policiais decidiram manter a paralisação

1371 0

Da Redação

O governo do Rio Grande do Norte decretou calamidade no sistema de Segurança Pública do estado. O decreto desta sexta-feira (5) foi publicado neste sábado (6) no Diário Oficial. O motivo alegado é a greve dos policiais civis e militares e o aumento da violência.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

“Considerando o aumento dos índices de violência decorrente da paralisação das atividades dos policiais militares e civis, consoante os dados expedidos pela Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social”, diz o governador Robinson Faria (PSD) no decreto.

Policiais civis, militares e corpo de bombeiros iniciaram uma greve no dia 19 de dezembro, desde então tem sido registrada uma onda de violência. O governo federal enviou 2,8 mil homens das Forças Armadas.

Em assembleia nesta sexta (5), os policiais decidiram manter a paralisação. Entre os pontos, os servidores querem o pagamento dos salários de novembro e dezembro e o 13º de 2017.

O estado também se encontra em calamidade na Saúde e no Sistema Prisional.

 



No artigo

x