Célio Turino: “BOLSONAROFamília, a verdade revelada”

Quando Bolsonaro entrou na política ele declarou como bens um Fiat Panorama e dois terrenos na cidade de Resende, no interior do Rio de Janeiro, e nada mais. Isso representa, por baixo, uma evolução patrimonial de 750 vezes, ou incríveis 75.000%!

1692 0

Quando Bolsonaro entrou na política ele declarou como bens um Fiat Panorama e dois terrenos na cidade de Resende, no interior do Rio de Janeiro, e nada mais. Isso representa, por baixo, uma evolução patrimonial de 750 vezes, ou incríveis 75.000%!

Por Célio Turino*

Sempre que se aponta a estupidez e o vazio de propostas, e até mesmo a falta de compreensão sobre o funcionamento do Estado, por parte do candidato Bolsonaro, a única resposta, repetida à exaustão pelos Bolsonazistas (me recuso a chamá-los pelo termo “fofo” de Bolsominion, pois, em sua infinita estupidez e violência, essa gente é perigosa) é: “mas pelo menos ele é honesto!”, mesmo tendo passado a maior parte na vida política no mesmo partido de Maluf e comparsas.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

Mas agora esse argumento começa a ruir. De onde vem toda a fortuna da família Bolsonaro?

Treze imóveis de alto luxo, na zona sul do Rio de Janeiro, a maioria com vista para o mar, nos bairros mais caros da cidade, Urca, Leblon e Barra da Tijuca, avaliados em, no mínimo R$ 15 milhões!!! Isso em valor venal, pois em valor de mercado suspeita-se que valham muito mais; vários adquiridos com suspeita de lavagem de dinheiro, como no caso de um dos imóveis na Barra da Tijuca, em que o antigo proprietário vendeu o apartamento com valor de R$ 180 mil a menos do valor que havia comprado o imóvel, 4 meses antes, isso depois de faustosa reforma, em que o apartamento luxuoso foi declarado com valor 5 vezes inferior ao de mercado.

Desde 1989 o Sr. Bolsonaro só vive de política. Levando em conta um salário líquido de um deputado federal (R$ 24 mil/mês), ele teria uma renda anual de R$ 312 mil x 28 anos = R$ 8.736.000,00. Mesmo que, na condição de militar da reserva, ele tenha burlado o teto constitucional de R$ 33,7/mês, cometendo crime de peculato, somando aos seus vencimentos o soldo de capitão da reserva, ele acrescentaria mais R$ 6 mil/mês, líquidos, que resultariam em mais R$ 2.184.000,00, totalizando R$ 11 milhões em 28 anos.
Mas, se os imóveis da família valem, por baixo, R$ 15 milhões, afora carros de luxo, lancha e jetskys, como ele conseguiu juntar este patrimônio milionário?

Comparando. De tudo que se acusa o ex-presidente Lula, virando a vida dele, e família, pelo avesso, colocando Ministério Público, Polícia Federal, Judiciário e Mídia, para apurarem cada detalhe de sua vida, cada papel ou recibo de aluguel, cada compra, e até onde ficavam as escovas de dentes do ex-presidente e sua finada esposa. Com tudo que se vasculhou na vida do ex-presidente, no Brasil e no exterior, em anos de investigação, tudo que se descobriu foram um apartamento no balneário decadente do Guarujá (do qual ele será julgado em 24/1 no TRF em Porto Alegre), dois pedalinhos e a suspeita de posse de um imóvel contíguo ao de residência do ex-presidente, e adquirido antes dele ter sido eleito. (Há algo mais que esqueci?) Sérgio Moro, ao bloquear todos os bens do ex-presidente Lula, incluindo a aposentadoria no INSS, mal alcançou o valor de Dez milhões de reais, isso quando a maioria do valor veio de palestras reconhecidamente executadas e realizadas depois que deixou o cargo público, tanto que o MP nem toca mais no assunto.

Algo está errado no acúmulo de bens da Família Bolsonaro. Alguns poderão dizer: “mas tem a renda dos filhos, igualmente vivendo só de política”. Sim, há também um filho vereador, outro deputado estadual e um federal, todos mamando no dinheiro público, em nome de papai. Ainda assim a conta não fecha, pois estão nos cargos há menos tempo; bem como a renda de toda a família não pode ter ido exclusivamente para a aquisição de imóveis e carros de luxo, pois a família precisa comer, há as inúmeras viagens de campanha de papai (pagas por quem?), despesas com roupas, educação, lazer etc.

Ah, sim, quando Bolsonaro entrou na política ele declarou como bens um Fiat Panorama e dois terrenos na cidade de Resende, no interior do Rio de Janeiro, e nada mais. Isso representa, por baixo, uma evolução patrimonial de 750 vezes, ou incríveis 75.000%!!!!

Enfim, se houve uma Bolsa Família que enriqueceu alguém, foi a BOLSONAROFamília e este fato precisa vir à tona, pois até mesmo os admiradores do candidato fascista estão comprando “gato por lebre”.

*Célio Turino é historiador e escritor

Foto: YouTube



No artigo

x