Guga Chacra elogia cidades construídas por bandeirantes e Douglas Belchior o acusa de racismo

O jornalista fez um tweet elogiando as cidades do interior paulista que foram construídas por bandeirantes, como se não houvesse problema algum em elogiar aqueles que foram notórios genocidas de negros e indígenas. “O...

1401 0

O jornalista fez um tweet elogiando as cidades do interior paulista que foram construídas por bandeirantes, como se não houvesse problema algum em elogiar aqueles que foram notórios genocidas de negros e indígenas. “O racismo transborda”, criticou Douglas, que é historiador e ativista do movimento negro

Por Redação

O jornalista Guga Chacra, que apresenta jornais na GloboNews, fez um tweet nesta segunda-feira (8) que pode ter passado despercebido para muitos, mas não para o historiador e ativista do movimento negro Douglas Belchior.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

Chacra fez uma postagem elogiando as cidades do interior paulista construídas por bandeirantes – para ele, “o Brasil que deu certo”.

“Um dos lugares mais fantásticos do Brasil é o interior de São Paulo. É o Brasil que deu certo. Vejam São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Campinas, Sorocaba. Isso para falar das grandes cidades, que foram construídas por imigrantes e bandeirantes”, escreveu, como se não houvesse problema algum em elogiar aqueles que foram os maiores genocidas de negros e indígenas no país.

Nas chamadas bandeiras entre os séculos 16 e 18, esses “desbravadores” chamados bandeirantes saiam a cavalo em terras inexploradas do interior de São Paulo para capturar índios, negros e encontrar pedras preciosas. Comunidades indígenas e quilombolas foram totalmente extintas para dar lugar as grandes cidades que o jornalista elogiou em seu tweet.

Como ativista e historiador, Douglas Belchior fez questão de expor o que ele considerou “racismo” de Chacra. “Mais um jornalista global fazendo “coisa de branco”! O racismo transborda nas palavras de , com a naturalidade que lhes é peculiar. É a cara da elite e da grande imprensa brasileira”.

O global ainda respondeu, dizendo que não há racismo em elogiar cidades do interior paulista, mas um outro internauta entrou na discussão para sacramentar: “O Brasil que deu certo foi construído por bandeirantes? Ou seja, às custas de sangue negro e indígena? Não finja que a crítica não é essa, Guga”.



No artigo

x