Roberto Jefferson chama repórter da Globo de “moleque”

Deputado do PTB do Rio de Janeiro deixa claro que não irá aceitar a não nomeação de sua filha Cristiane Brasil como ministra do Trabalho.

1496 0

Deputado do PTB do Rio de Janeiro deixa claro que não irá aceitar a não nomeação de sua filha Cristiane Brasil como ministra do Trabalho.

Da Redação*

O deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) está deixando claro que não irá aceitar a não nomeação de sua filha Cristiane Brasil – infratora das leis trabalhistas – como ministra do Trabalho. Agora, inconformado, também classificou como “moleque” o jornalista Gerson Camarotti, da Globo.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

O braço de ferro em que se tornou a desastrada nomeação de Cristiane Brasil ao ministério do Trabalho vai ser resolvido no Supremo Tribunal Federal. As denúncias contra a filha de Jefferson aparecem diariamente, como autora de graves irregularidades trabalhistas e, também, como sonegadora dos direitos previdenciários dos empregados.

Comedido até então, Jefferson estava se contendo, evitando comentários públicos, mas seus instintos primitivos falaram mais alto. O parlamentar partiu para cima de Gerson Camarotti, repórter da GloboNews, que tinha lhe dado uma cutucada: Roberto Jefferson é a última pessoa com quem Temer deve brigar”, ressaltou um interlocutor do presidente. “Jefferson é um aliado importante, mas como adversário pode causar um estrago bem maior”, completou esse interlocutor, lembrando que o petebista foi o delator do escândalo do mensalão, em 2005”.

Pelo Twitter, Jefferson não perdeu tempo: “Hoje, lendo o blog de Gerson Camarotti, encontrei novamente as marcas de seu caráter leviano e detrator. Camarotti, que à época do Mensalão, escreveu uma matéria no O Globo mentindo sobre mim para fazer o jogo de Zé Dirceu, voltou ao ataque me rotulando de detrator. Moleque”.

*Com informações do Brasil 247 e do Tijolaço

Fotos: Reprodução/Facebook e Reprodução/Twitter

 



No artigo

x