Donald Trump critica imigrantes que vêm de “países de merda”

Em reunião com congressistas, o presidente dos EUA perguntou: “Por que estamos recebendo todas essas pessoas de países de merda?", enquanto falava sobre pessoas que nascidas no Haiti e nações da África.

1418 0

Em reunião com congressistas, o presidente dos EUA perguntou: “Por que estamos recebendo todas essas pessoas de países de merda?”, enquanto falava sobre nascidos no Haiti e nações da África.

Da Redação*

Em reunião com congressistas, o presidente dos EUA, Donald Trump, perguntou: “Por que estamos recebendo todas essas pessoas de países de merda?”,  enquanto falava sobre imigrantes do Haiti e da África. Os comentários ocorreram durante encontro para discutir novas regras de imigração, informou o portal The Hill. De acordo com as pessoas na reunião, o presidente disse que os EUA devem aceitar mais imigrantes de lugares como a Noruega.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

Os senadores Lindsey Graham, Dick Durbin e Tom Cotton e o deputado republicano Bob Goodlatte (R-VA) foram algumas das pessoas que participaram da reunião e, segundo notícias, ficaram surpresas com a observação de Trump.

​Trump pediu que os congressistas apresentassem uma nova estrutura de imigração que lide com a proteção concedida aos ingressantes do DACA, programa que concedeu residência legal a filhos de imigrantes que chegaram aos EUA com menos de cinco anos de idade. Em uma declaração pública, a Casa Branca não negou explicitamente que Trump chamou o Haiti e as nações africanas de “países de merda”.

“Como outras nações que têm migrações baseadas no mérito, o presidente Trump está lutando por soluções permanentes que tornam o nosso país mais forte ao acolher aqueles que podem contribuir com a nossa sociedade, [fazer] crescer a nossa economia e assimilar-se à nossa grande nação”, diz uma declaração da Casa Branca.

Trump já ofendeu imigrantes do Haiti, alegando que todos eles “têm AIDS” e afirmou que os nigerianos não voltariam “para suas cabanas” depois de ver a América, conforme reportagem do The New York Times de dezembro de 2017. À época, a Casa Branca negou relatos de que a Trump fez as declarações depreciativas.

*Com informações de Sputnik Brasil e do Brasil 247

Foto: Creative Commons



No artigo

x