Filha de Eduardo Cunha é ‘promoter’ do camarote de Ronaldinho no carnaval do Rio

O ingresso mais barato custa R$ 800 –preço para o 1º dia de desfiles do grupo de acesso do Carnaval do Rio. O custo, no entanto, poderá chegar a R$ 7.727,40. Cunha afirmou recentemente não ter mais fonte de renda e viver em “situação de absoluta...

1454 0

O ingresso mais barato custa R$ 800 –preço para o primeiro dia de desfiles do grupo de acesso do Carnaval do Rio. O custo, no entanto, poderá chegar a R$ 7.727,40. Cunha afirmou recentemente não ter mais fonte de renda e viver em “situação de absoluta penúria”

Da Redação

A filha do ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ), Bárbara Cunha, que prefere ser chamada de Babu Cunha, é uma das promoters do camarote que ex-jogador Ronaldo Nazário de Lima terá no carnaval do Rio de Janeiro deste ano. Dependendo da quantidade de ingressos vendidos, Bárbara poderá desfrutar de graça o camarote.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

A divulgação das vendas feitas tem sido feita através do Instagram.

O ingresso mais barato custa R$ 800 – preço para o primeiro dia de desfiles do grupo de acesso do Carnaval do Rio. Mas quem quiser curtir os 7 dias de programação do camarote terá que desembolsar, no mínimo, R$ 6.010,20. Dependendo do pacote, o custo poderá chegar a R$ 7.727,40.

O camarote será instalado no setor 10 do sambódromo. Ficará em frente ao 2º recuo das baterias e logo abaixo da última cabine de julgadores dos desfiles, o que dá visão privilegiada das apresentações das agremiações.

Além dos desfiles, o camarote terá shows para o público interno. Estão previstas apresentações dos cantores Luan Santana, Ludmilla, Iza, Preta Gil e Péricles, e os grupos Aviões do Forró e Banda Eva. Ronald, o filho de Ronaldo, também se apresentará como DJ. A atriz Thayla Ayala será a “musa” do camarote.

Eduardo Cunha está preso desde outubro de 2016, Em novembro, durante depoimento ao juiz federal Vallisney de Souza Oliveira (10ª Vara Federal), Cunha afirmou não ter mais fonte de renda e viver em “situação de absoluta penúria”.

*Com informações do Poder 360

Fotos: Reprodução/Instagram – Antonio Cruz/Agência Brasil



No artigo

x