Urbanidades

13 de junho de 2016, 20h40

A maldição do VTnC

Em 2013, enquanto uma brava juventude tomava as ruas para gritar que algo estava muito errado no Brasil, um estádio cheio de coxinhas quarentões mandava Dilma TnC. Desde então o país vive um pesadelo cujo enredo vai ficando mais previsível que as cafonas mas resistentes novelas. A brava juventude ocupou escolas, forçou um governador carola a recuar, melou a venda do cais estelita e agora luta contra os retrocessos do golpe com uma consciência que dá gosto de ver.

Mais interessante neste momento é entender como foram os últimos três anos dos coxinhas quarentões que xingaram a Dilma. Em 2014 eles num primeiro momento tentaram esvaziar a Copa do Mundo, surfando nos protestos do ano anterior. Ruas decoradas só na periferia, as áreas ricas misturaram seu discurso anti-PT a um discurso anti-copa que não lhes pertencia em 2013.

Assim que a copa acabou, ainda no primeiro tempo da semifinal com a Alemanha, a elite patrimonialista e rentista (vulgo coxinhas) passou a pensar nas eleiçōes e adotou justamente o uniforme da CBF como símbolo.

Veja também:  Moro caiu na própria armadilha quando defendeu vazamento de telefonema entre Lula e Dilma no Programa do Bial

Confesso que me incomoda a direita ter se apropriado da camisa da seleção. A história do futebol brasileiro e sua mística são patrimônio do país inteiro. Me parece um erro semiótico saírmos apenas de vermelho e abandonarmos o amarelo aos direitosos. Nas próximos eventos irei de verde, verde-esperança.

Mas o que eu queria falar mesmo é da maldição do VTnC. Desde que acabou aquela copa das confederações a seleção amarga um fiasco atrás do outro. E quanto mais a elite patrimonialista e rentista se veste de amarelo CBF para apoiar qualquer medida que garanta o retocesso e derrote a esquerda, mais a seleção ….. amarela. Pensando bem, a CBF é a cara do golpe: uma instituição geriátrica e incompetente, preocupada apenas em garantir seus lucros e privilégios a qualquer custo, protegida pela Globo dentro das fronteiras nacionais mas com péssima reputação no exterior. E eu nem falei do STJD….

Em resumo: a maldição diz que a seleção voltará a vencer no dia em que um estádio lotado pedir disculpas a Dilma pelas grosserias misóginas de 2013 e 2014. Ou no dia em que Juca Kfouri assumir a presidência da CBF.

Veja também:  O Globo: duas capas, duas caras

Até lá estarei resistindo e torcendo para o México (já que o Uruguai também saiu).

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum