Imprensa livre e independente
14 de maio de 2018, 16h30

A um dia do leilão, triplex atribuído a Lula tem 37 mil visualizações e nenhum lance

Segundo Sergio Moro, caso não haja lances na primeira data, o preço mínimo de 80% da avaliação judicial deverá ser respeitado no segundo pregão, que está marcado para o dia 22 de maio

Foto: Divulgação/PT                         O triplex atribuído a Lula, localizado no condomínio Solaris, em Guarujá, no litoral paulista, faltando somente um dia para seu leilão, ao mesmo tempo que teve mais de 37 mil visualizações até 13 horas desta segunda-feira (14), não recebeu nenhum lance online. Segundo informações do IG, o imóvel tem 215 metros quadrados, quatro dormitórios, duas suítes – além de piscina e churrasqueira. Seu valor estimado pela Justiça é de R$ 2,2 milhões. De acordo com juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira...

Foto: Divulgação/PT

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O triplex atribuído a Lula, localizado no condomínio Solaris, em Guarujá, no litoral paulista, faltando somente um dia para seu leilão, ao mesmo tempo que teve mais de 37 mil visualizações até 13 horas desta segunda-feira (14), não recebeu nenhum lance online. Segundo informações do IG, o imóvel tem 215 metros quadrados, quatro dormitórios, duas suítes – além de piscina e churrasqueira. Seu valor estimado pela Justiça é de R$ 2,2 milhões.

De acordo com juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, caso não haja lances na primeira data, o preço mínimo de 80% da avaliação judicial deverá ser respeitado no segundo pregão, que está marcado para o dia 22 de maio. É possível agendar visita – mas é cobrado valor de R$ 1 mil de caução, determinado pela Justiça Federal.

O leilão do tríplex está sendo realizado pela Marangini Leilões, de Curitiba (PR). No final do mês de janeiro, Moro decidiu pela venda do imóvel em leilão público, depois de ter sido penhorado a pedido da 2ª Vara de Execução de Títulos Extrajudiciais da Justiça Distrital de Brasília, em processo da empresa Macife contra a OAS. Na avaliação dos advogados do ex-presidente, a penhora comprova o fato de que a OAS é a verdadeira proprietária do apartamento e não Lula.

Veja também:  “Fux não pode julgar nada mais que tenha a ver com Lula”, diz cientista político após novo vazamento

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum