Imprensa livre e independente
17 de janeiro de 2014, 17h10

Adolescente que anunciou venda de negros na internet é apreendido e explica motivo

Rapaz afirmou que a publicação do anúncio foi feita porque ele não passou no vestibular por conta da política de cotas

Rapaz afirmou que a publicação do anúncio foi feita porque ele não passou no vestibular por conta da política de cotas Por Igor Carvalho Anúncio feito para venda de negros por R$ 1 (Imagem: Mercado Livre) O responsável por anunciar a venda de negros no site Mercado Livre, por R$ 1, foi apreendido na última quinta-feira (16) por agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI). O autor do anúncio é um adolescente de 15 anos, que não teve a identidade revelada, e que mora no Rio de Janeiro. O rapaz prestou depoimento à polícia ao lado da...

Rapaz afirmou que a publicação do anúncio foi feita porque ele não passou no vestibular por conta da política de cotas

Por Igor Carvalho

Anúncio feito para venda de negros por R$ 1 (Imagem: Mercado Livre)

O responsável por anunciar a venda de negros no site Mercado Livre, por R$ 1, foi apreendido na última quinta-feira (16) por agentes da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI).

O autor do anúncio é um adolescente de 15 anos, que não teve a identidade revelada, e que mora no Rio de Janeiro. O rapaz prestou depoimento à polícia ao lado da mãe.

O adolescente revelou que publicou o anúncio pois foi reprovado no vestibular para entrar no Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, na Tijuca, zona norte do Rio, por conta da política de cotas.

Após o depoimento, o adolescente foi autuado por prática, indução ou incitação à discriminação ou ao preconceito de raça, cor, etnia de religião ou de procedência nacional, previstos no Artigo 20 da Lei 7.716.

Veja também:  "Comentarista" de notícias na internet é condenado por discriminação racial contra nordestinos

A delegacia encaminhou o caso do adolescente à Vara da Infância e Juventude do Rio.

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum