Imprensa livre e independente
18 de maio de 2017, 08h22

Aécio é afastado do Senado e Andrea Neves foi presa em BH

A Justiça Federal já teria expedido mandado de prisão contra Andrea Neves, irmã do senador. Ela, porém, encontra-se fora do país, em Londres, e seria presa ao regressar para o Brasil.

Atualizada às 9h10: O Supremo Tribunal Federal determinou na manhã desta quinta-feira (18) o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) de seu mandato de Senador. O deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), muito próximo ao presidente Michel Temer (PMDB), também estaria sendo afastado do seu cargo pelo STF. A Procuradoria Geral da República já teria solicitado ao ministro Facchin autorização para prender o senador. Mas Facchin decidiu que vai consultar o pleno do STF ainda hoje para tomar essa decisão. Andrea Neves, irmã do senador, teria sido presa em Belo Horizonte. Aécio, que foi citado em várias delações premiadas no...

Atualizada às 9h10:
O Supremo Tribunal Federal determinou na manhã desta quinta-feira (18) o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) de seu mandato de Senador. O deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), muito próximo ao presidente Michel Temer (PMDB), também estaria sendo afastado do seu cargo pelo STF.

A Procuradoria Geral da República já teria solicitado ao ministro Facchin autorização para prender o senador. Mas Facchin decidiu que vai consultar o pleno do STF ainda hoje para tomar essa decisão.

Andrea Neves, irmã do senador, teria sido presa em Belo Horizonte.

Aécio, que foi citado em várias delações premiadas no âmbito da Lava Jato, foi gravado pelo empresário Joesley Batista, do grupo JBS, pedindo R$ 2 milhões no decorrer das investigações.

O dinheiro foi rastreado até chegar ao senador Zezé Perrela (PSDB), apontado como intermediário da propina pedida por Aécio.

Veja também:  Moro e procuradores da Lava Jato resistem em entregar celulares para investigação

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum