Imprensa livre e independente
03 de janeiro de 2018, 16h57

Alckmin, com 6% nas pesquisas, diz que Lula e Bolsonaro não têm chances

A declaração foi dada em entrevista ao Globo Rural na última terça-feira

A declaração foi dada em entrevista ao Globo Rural na última terça-feira Da Redação* O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, virtual candidato do PSDB à presidência com apenas 6% as intenções de votos no último Datafolha, enxerga o cenário eleitoral atual de um jeito próprio. Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais. Para ele, apesar de figurarem na dianteira das pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) não têm chances na eleição deste...

A declaração foi dada em entrevista ao Globo Rural na última terça-feira

Da Redação*

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, virtual candidato do PSDB à presidência com apenas 6% as intenções de votos no último Datafolha, enxerga o cenário eleitoral atual de um jeito próprio.

Ajude a Fórum a fazer a cobertura do julgamento do Lula. Clique aqui e saiba mais.

Para ele, apesar de figurarem na dianteira das pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) não têm chances na eleição deste ano.

Em entrevista concedida nesta terça-feira, dia 2, ao Canal Rural, o tucano – um dos pré-candidatos de seu partido ao Planalto – disse entender que a atual posição que os dois candidatos têm nas pesquisas de intenção de voto se dá por efeito de “recall”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

 

Veja também:  Mais um arrependido, ator global Thiago Lacerda pede renúncia de Moro e #Lulalivre: "Reconheço meus equívocos

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum