14 de junho de 2018, 10h37

Alckmin imita Bolsonaro e convoca militância para aeroporto

Os dois candidatos estão em situações opostas no cenário eleitoral. Bolsonaro aparece em segundo, atrás de Lula e Alckmin não decola

De acordo com a coluna Radar, da Veja, o pré-candidato à Presidência, Geraldo Alckmin (PSDB), pede que a militância vá recebê-lo no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, nesta quinta (14), às 17h30.

A estratégia é a mesma que Jair Bolsonaro (PSL) tem adotado em suas viagens pelo país.

“Vamos todos ao aeroporto recebê-lo e manifestar nosso apoio à sua candidatura”, diz trecho do convite.

A aglomeração em locais menores, como saguões de aeroportos dá sempre a sensação de quem tem mais gente do que parece.

Isso além do barulho que o local, impermeabilizado por concreto e vidro, provoca.

Os dois candidatos estão em situações opostas no cenário eleitoral.

A candidatura de Alckmin não decola, o que tem causado crises internas no PSDB. Seu desempenho nas pesquisas eleitorais deste ano é o pior para um candidato tucano à presidência em quase três décadas.

Bolsonaro, por outro lado, aparece em segundo lugar nas pesquisas, atrás apenas de Lula (PT).