05 de setembro de 2018, 16h38

Alckmin processa O Antagonista e tira pesquisa do site do ar

Site de extrema-direita veicula levantamento sem registro no TSE, que aponta Lula, com 30%, e Jair Bolsonaro, com 21%

Foto: Agência Brasil

O candidato à presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, ingressou na Justiça contra o site de extrema-direita O Antagonista por conta da divulgação de uma pesquisa de intenções de voto. A decisão, assinada pelo ministro Carlos Horbach, determina a retirada do levantamento do ar, no prazo de 24 horas, por que não foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Trata-se de representação formalizada pela Coligação Para Unir o Brasil contra Mare Clausum Publicações Ltda., responsável pela manutenção do sítio eletrônico ‘O Antagonista’, na qual se sustenta a ocorrência de divulgação de pesquisa não registrada no Tribunal Superior Eleitoral”, diz a decisão.

Em caso de descumprimento da medida, haverá cobrança de multa diária de R$ 30 mil, de acordo com os artigos 536 e 537 do Código de Processo Civil.

O post da pesquisa veiculado em O Antagonista dizia o seguinte:

Mais uma pesquisa por telefone foi divulgada nesta quinta-feira. Ela repete números conhecidos: Lula – 30%; Jair Bolsonaro, 21%. O resto lá atrás, entre 6% e 7%.

Ajude a financiar a cobertura da Fórum nas eleições 2018. Clique aqui e saiba mais.