ASSISTA
04 de dezembro de 2013, 13h53

Alternativa à Copa do Mundo, Mundial de Futebol de Rua receberá seleções de 32 países

Competição se realizará no mesmo período do evento da Fifa

Competição se realizará no mesmo período do evento da Fifa

Por Redação

(Foto: futebolderua.wordpress.com)

Jovens entre 17 e 22 anos de 32 países das Américas Latina e do Norte, África e Ásia desembarcarão em São Paulo para o Mundial de Futebol de Rua 2014, que acontecerá entre 1º e 12 de julho de 2014 na capital paulista, para vivenciar a experiência do futebol “callejero”.

Fabian Ferraro, ex-jogador de futebol, foi o criador do futebol “callejero”, uma prática esportiva e sociopedagógica, que permite realizar processos comunitários solidários e, por consequência, a inclusão social dos praticantes. Na América Latina, dez países praticam a modalidade: Argentina, Uruguai, Paraguai, Chile, Brasil, Equador, Costa Rica, Colômbia, Peru e Panamá.

O lançamento do Mundial de Futebol de Rua será feito durante a IV Conferência Latino-Americana de Futebol e Desenvolvimento, nesta quarta-feira (4) e na próxima quinta-feira (5), na Ação Educativa (ver programação abaixo).

Regas do Futebol “Callejero” 

O esporte é voltado, prioritariamente, para jovens e adolescentes. Porém, as regras podem variar conforme a realidade do local e as necessidades das comunidades. Uma partida normalmente se organiza em três tempos. No primeiro, é formada a roda onde são estabelecidas as regras do jogo, divisão de equipes, sistema de pontuação, valores e acordos iniciais. No segundo, acontece o jogo em si. E, no terceiro, as duas equipes avaliam se os acordos iniciais foram cumpridos. É nesse momento que todos têm a oportunidade de falar como se sentiram durante o jogo, se existiu respeito, solidariedade, cooperação e tolerância, e se todos agiram de forma a promover um “jogo limpo”. Todas as informações são anotadas em uma planilha, na qual são registrados os gols da partida e a nota atribuída pelos participantes aos valores praticados durante o jogo. É a partir dela que se decide o campeão da partida.

Os jogos não contam com a intermediação de um árbitro, mas sim de um mediador, uma vez que os participantes devem cumprir o que ficou estabelecido no primeiro tempo.

Programação

Dia 04 de dezembro de 2013
14h – Recepção e credenciamento
15h – Mesa Futebol, desenvolvimento e direitos humanos: Nadia Campeão (vice-prefeita de São Paulo e coordenadora do SP Copa), Rogério Sottili (secretário de Cidadania e Direitos Humanos), Sergio Haddad (Integrante do Fundo Brasil de Direitos Humanos), Fabian Ferraro (fundador da FUDEArgentina) e Juca Kfouri (jornalista)
18h – Ato de lançamento do Mundial de Futebol de Rua 2014

Dia 05 de dezembro de 2013
10h – Mesa Futebol, educação, cidadania, e organização comunitária: Fabio Silvestre (coordenador da Criança e Adolescente da Secretaria de Cidadania e Direitos Humanos), Nelsa Cuberlo (Ser Paz, Equador), Carlos Eduardo Silva Ferreira (Cadu, REJUPE), Zé Maria (ex-jogador de futebol e assessor de esporte da Fundação Casa), Sóstenes Brasileiro de Oliveira (diretor da Fundação Gol de Letra)
14h – Sessão de Filmes
15h – Mesa Futebol como prática cultural: Daniela Afonsin (Centro de Referência do Futebol Brasileiro/Museu do Futebol), Juca Ferreira (secretário da Cultura de São Paulo), Allan da Rosa (escritor e ativista cultural), Caio Vilela (fotógrafo e escritor), Adan Parreño Martínez (Mundo Afro, Uruguai)
18h – Sarau poético
19h – Show musical

Inscrições
http://www.acaoeducativa.org.br/survey/index.php?sid=11913&lang=pt-BR

Serviço:
IV Conferência Latino-Americana de Futebol e Desenvolvimento
Quando: 4 e 5 de dezembro de 2013 – das 14h às 18h e 10h às 19h30, respectivamente
Local: Centro Cultural São Paulo (Sala Adoniran Barbosa) – Rua Vergueiro, 1.000, Paraíso, São Paulo (SP). Tel: (11) 3397 – 4002.