04 de setembro de 2018, 23h01

Ana Amélia, vice de Alckmin, culpa PSOL pelo incêndio no Museu Nacional

"O caso do incêndio do Rio de Janeiro tem a ver, sim, com esse partido", disse a senadora em sabatina na GloboNews. A acusação grave, no entanto, não veio acompanhada de nenhuma explicação

Reprodução

A senadora Ana Amélia (Progressistas-RS) fez uma séria acusação na noite desta terça-feira (4) em entrevista na GloboNews. A candidata a vice na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB) para a presidência afirmou que o PSOL é culpado pelo incêndio do Museu Nacional no Rio de Janeiro. A tragédia destruiu um dos acervos históricos mais importantes do mundo.

A fala se deu em um momento que se justificava por sua posição anticorrupção mesmo estando em um dos partidos mais corruptos do Brasil. Ela afirmou que não podia “responder pelos erros dos outros” e que nenhum partido no Brasil, hoje, é imaculado. Foi aí que veio a acusação: “Inclusive o PSOL. O caso do incêndio do Rio de Janeiro tem a ver, sim, com esse partido”, disparou.

A acusação, no entanto, não veio acompanhada de nenhuma explicação por parte da senadora. O jornalista Merval Pereira, por sua vez, disse que “isso é resultado do aparelhamento, por conta de coligações”, sem oferecer também nenhum detalhamento para tal afirmação.

Leia também
Gasto com segurança no Museu Nacional em 2018: Zero