ASSISTA
17 de setembro de 2013, 15h46

Anonymous lança vídeo contra Marco Civil

Vídeo vai na contramão da luta da sociedade civil pela aprovação da lei, que garante neutralidade da rede e privacidade do internauta

Vídeo vai na contramão da luta da sociedade civil pela aprovação da lei, que garante neutralidade da rede e privacidade do internauta

Por Adriana Delorenzo

Enquanto movimentos da sociedade civil lutam pela aprovação do Marco Civil da Internet, um vídeo divulgado no Youtube pelo canal Anonymous convoca a sociedade contra a aprovação da lei e ainda chama a população para ir às ruas no dia 27 de setembro. “Marco Civil é um atentado à liberdade de expressão. Censura está sendo imposta pelo governo, o chamado Marco Civil da Internet. Acorde e lute contra isso. Mais uma lei que vai tentar censurar os internautas de mostrar as mentiras do sistema”, diz o marcarado no vídeo.

O projeto de lei do Marco Civil ( PL 2126/11) está para ser votado na Câmara dos Deputados e busca garantir que a internet continue funcionando como é hoje, mantendo a neutralidade da rede, que obriga os pacotes de dados a serem tratados de forma isonômica, sem distinção por conteúdo, origem, destino ou serviço. O texto final do projeto foi construído com participação da sociedade com consulta e audiências públicas. Para o ciberativista e consultor em mídias digitais João Carlos Caribé, a não aprovação do Marco Civil só interessa aos “grupos de telecomunicação e aos grandes escritórios de advocacia que lucram com os direitos autorais”.

“Está na cara que o Anonymous no Brasil é a direita mascarada, quem conhece o Anonymous internacional sabe que eles têm uma postura mais progressista”, diz Caribé. Para ele, os representantes brasileiros estão desacreditados e ele acha difícil campanhas como essa colarem na rede.

Leia também:
Dilma defende neutralidade na rede em encontro com CGI

Segue abaixo o vídeo contrário ao Marco Civil do Anonymous, e, logo abaixo, mais dois que explicam a importância da aprovação do projeto de lei e da neutralidade da rede.