Imprensa livre e independente
25 de julho de 2017, 21h25

AO VIVO: Acompanhe a Marcha das Mulheres Negras em São Paulo

Ato marca o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Assista  Por Redação  Acontece neste momento, em São Paulo, o ato “Mulheres Negras e Indígenas por nós, por todas nós pelo bem viver”. A marcha está na praça Roosevelt, centro de São Paulo, onde, neste momento, se apresentam músicos e artistas, e marca o 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. A atividade foi promovida por coletivos feministas e negros para denunciar o racismo, o machismo, a LGBTfobia, o genocídio, o golpe e as reformas previdenciária e trabalhista do governo golpista de Michel Temer (PMDB)....

Ato marca o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. Assista 

Por Redação 

Acontece neste momento, em São Paulo, o ato “Mulheres Negras e Indígenas por nós, por todas nós pelo bem viver”. A marcha está na praça Roosevelt, centro de São Paulo, onde, neste momento, se apresentam músicos e artistas, e marca o 25 de julho, Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha. A atividade foi promovida por coletivos feministas e negros para denunciar o racismo, o machismo, a LGBTfobia, o genocídio, o golpe e as reformas previdenciária e trabalhista do governo golpista de Michel Temer (PMDB).

Criado em 1992, o Dia Internacional da Mulher Negra Latino-americana e Caribenha tem fortalecido a luta desta população contra a invisibilidade. Em todo o Brasil, atos e manifestações marcaram a data.

Acompanhe ao vivo a marcha de São Paulo.

Foto: Gui Silva / CUCA da UNE 

Veja também:  Alexandre Frota embasa Rodrigo Maia: "Governo virou usina de crises" e sabemos quem são os maestros

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum