Imprensa livre e independente
21 de março de 2019, 17h18

Apoiador da Lava Jato, jurista critica espetacularização na prisão de Temer

Apesar de acreditar que a prisão preventiva de Michel Temer se justifica juridicamente, o deputado federal e jurista Luiz Flávio Gomes avalia que a Lava Jato "precisa corrigir" a midiatização das operações

Foto: Divulgação/PSB
Apoiador da Operação Lava Jato, o jurista e deputado federal Luiz Flávio Gomes (PSB-SP) criticou, em entrevista à Fórum, o novo episódio de espetacularização promovido pela força-tarefa com a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB), na manhã desta quinta-feira (21). “É isso o que nós reprovamos. Eu não concordo com todo esse recurso midiático. A mídia soube da prisão antes do Michel Temer. Essas coisas, a Lava Jato precisa corrigir”, declarou.   Leia também Após prisão de Temer, Kakay critica “banalização da prisão preventiva” da Lava Jato Apesar dessa avaliação, Luiz Flávio Gomes diverge de outros juristas ao acreditar que...

Apoiador da Operação Lava Jato, o jurista e deputado federal Luiz Flávio Gomes (PSB-SP) criticou, em entrevista à Fórum, o novo episódio de espetacularização promovido pela força-tarefa com a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB), na manhã desta quinta-feira (21).

“É isso o que nós reprovamos. Eu não concordo com todo esse recurso midiático. A mídia soube da prisão antes do Michel Temer. Essas coisas, a Lava Jato precisa corrigir”, declarou.

 

Leia também
Após prisão de Temer, Kakay critica “banalização da prisão preventiva” da Lava Jato

Apesar dessa avaliação, Luiz Flávio Gomes diverge de outros juristas ao acreditar que a prisão preventiva seguiu os ritos legais.

“Pelo que li na decisão do juiz [Marcelo Bretas], fundamentou falando em destruição de provas, sobretudo por Michel Temer. Se isso é verdadeiro, está juridicamente correta a prisão. Não foi só por ele ser chefe de quadrilha, um grande bandido do nosso País”, acredita o jurista.

O deputado diz ainda que, em condições normais, dificilmente o ex-presidente sairia da prisão por meio de habeas corpus.

Veja também:  Bancos são delatados por Odebrecht

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum