Imprensa livre e independente
04 de dezembro de 2014, 09h23

Após sessão de 18 horas, governo fica a um passo de aprovar nova meta do superávit primário

Mesmo com a tentativa sucessiva do bloco opositor de obstruir a votação, governistas aprovaram todas as emendas parlamentares e contam com a aprovação do PL na próxima terça-feira (9).

Mesmo com a tentativa sucessiva do bloco opositor de obstruir a votação, governistas aprovaram todas as emendas parlamentares e contam com a aprovação do PL na próxima terça-feira (9) Por Redação Após 18 horas de sessão, o bloco da oposição conseguiu adiar novamente a votação do projeto de lei que flexibiliza a meta do superávit primário. No entanto, os governistas conseguiram vencer a maioria das manobras regimentais articulada pelos oposicionistas e deixaram o PL a um passo de ser aprovado pelo Congresso Nacional e, posteriormente, sancionado pela presidenta Dilma Rousseff. O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), agendou para...

Mesmo com a tentativa sucessiva do bloco opositor de obstruir a votação, governistas aprovaram todas as emendas parlamentares e contam com a aprovação do PL na próxima terça-feira (9)

Por Redação

Após 18 horas de sessão, o bloco da oposição conseguiu adiar novamente a votação do projeto de lei que flexibiliza a meta do superávit primário. No entanto, os governistas conseguiram vencer a maioria das manobras regimentais articulada pelos oposicionistas e deixaram o PL a um passo de ser aprovado pelo Congresso Nacional e, posteriormente, sancionado pela presidenta Dilma Rousseff.

O presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), agendou para a próxima terça-feira (9) nova sessão, onde acredita que a matéria será “liquidada”.

Em sessão tumultuada, que começou às 10h30 desta quarta-feira (3), o projeto de lei que altera a meta de superávit primário quase foi aprovado, faltando apenas uma emenda para ser votada. Mas, às 5 horas da manhã não havia quórum necessário de 257 deputados para prosseguir com os trabalhos.

Apesar da não aprovação da matéria, o bloco governista se considerou “vitorioso” e conta com a aprovação do projeto de lei na sessão da próxima terça-feira (9).

Veja também:  Morto em 2017, Teori Zavascki era crítico contumaz da postura de Moro revelada pelo #VazaJato

Foto: Agência Brasil

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum