Imprensa livre e independente
26 de agosto de 2018, 09h57

Após ameaça, Guilherme Boulos processa Alexandre Frota

O candidato a presidente pelo PSOL protocolou na Justiça ação contra o ator Alexandre Frota, que o ameaçou pelo Twitter

Foto: Reprodução/YouTube Guilherme Boulos, candidato à presidência da República pelo PSOL, protocolou na Justiça ação contra o ator Alexandre Frota, segundo informações da coluna de Lauro Jardim, de O Globo. Apoiador de Jair Bolsonaro e candidato a deputado federal pelo PSL, Frota ameaçou Boulos em uma mensagem postada no Twitter. Logo em seguida, apagou e escreveu outra. A postagem original foi esta: “Esse vagabundo, bandido e terrorista é além de tudo, covarde. Chefe do MTST que invade fazendas, queima maquinário, mata o gado e agride proprietários, agora está usando advogados para pedir a cabeça do Diego Rox. Eu também vou pedir...

Foto: Reprodução/YouTube

Guilherme Boulos, candidato à presidência da República pelo PSOL, protocolou na Justiça ação contra o ator Alexandre Frota, segundo informações da coluna de Lauro Jardim, de O Globo. Apoiador de Jair Bolsonaro e candidato a deputado federal pelo PSL, Frota ameaçou Boulos em uma mensagem postada no Twitter. Logo em seguida, apagou e escreveu outra.

A postagem original foi esta: “Esse vagabundo, bandido e terrorista é além de tudo, covarde. Chefe do MTST que invade fazendas, queima maquinário, mata o gado e agride proprietários, agora está usando advogados para pedir a cabeça do Diego Rox. Eu também vou pedir a sua Boulos, mas de outra maneira”, twittou.

Frota se referia ao YouTuber de extrema-direita Diego Rox, que foi criticado por Boulos pela propagação de fake news.

Veja também:  Movimento "Direitos Já" busca isolar Bolsonaro e criar um novo espectro político de resistência

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum