08 de março de 2019, 14h46

Após ataque que causou apagão em 70% do país, energia na Venezuela é restabelecida

Vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodriguez, havia anunciado que o sistema elétrico foi “atacado por setores de direita encorajados por políticos imperialistas”

Delcy Rodriguez e Nicolás Maduro (Reprodução/Telesur)
Depois de uma apagão, resultado de uma sabotagem na maior usina hidrelétrica do país, a Venezuela conseguiu restabelecer a energia nesta sexta-feira (8), segundo fontes que estão no país informaram à Fórum. Nesta quinta-feira (7), o presidente Nicolás Maduro havia anunciado através de sua conta no Twitter que a guerra elétrica anunciada e dirigida pelo imperialismo dos EUA será derrotada. A vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodriguez, anunciou que o sistema elétrico foi “atacado por setores de direita encorajados por políticos imperialistas”, disse. Ela acusou o senador republicano dos EUA, Marco Rubio, do estado da Flórida, de estar por trás desse...

Depois de uma apagão, resultado de uma sabotagem na maior usina hidrelétrica do país, a Venezuela conseguiu restabelecer a energia nesta sexta-feira (8), segundo fontes que estão no país informaram à Fórum. Nesta quinta-feira (7), o presidente Nicolás Maduro havia anunciado através de sua conta no Twitter que a guerra elétrica anunciada e dirigida pelo imperialismo dos EUA será derrotada.

A vice-presidente da Venezuela, Delcy Rodriguez, anunciou que o sistema elétrico foi “atacado por setores de direita encorajados por políticos imperialistas”, disse.

Ela acusou o senador republicano dos EUA, Marco Rubio, do estado da Flórida, de estar por trás desse ataque ao sistema elétrico nacional.

Na última quarta-feira, o senador afirmou que a Venezuela estaria “dentro de poucos dias na sua mais séria escassez de alimentos e combustíveis”.

“É uma grande coincidência que, menos de três minutos depois de ter ocorrido a sabotagem criminosa contra o nosso sistema de geração de energia em Guri, aparece o dono dos lacaios, o Sr. Marco Rubio, publicando um tuite onde diz que a Venezuela ficará sem energia”, disse em uma coletiva de imprensa o ministro das Comunicações venezuelano, Jorge Rodríguez.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.