Imprensa livre e independente
13 de dezembro de 2018, 23h19

Após delatar Lula e Dilma, Palocci “cumpre pena” em prisão domiciliar de 500 m²

DEpois de cumprir dois dos 12 anos de prisão a que foi condenado na Lava Jato e se tornar delator dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, Palocci ficará confinado no apartamento de luxo que tem o condomínio no valor de R$ 10 mil

Reportagem de Tatiana Farah, para o BuzzFeed News, Brasil, mostra o local onde o ex-ministro Antonio Palocci vai ficar para cumprir pena em prisão domiciliar. Usando tornozeleira eletrônica, ele está instalado em um apartamento estimado em R$ 12 milhões, no bairro Jardins, área nobre de São Paulo. Após cumprir dois dos 12 anos de prisão a que foi condenado na Operação Lava Jato e se tornar delator dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, Palocci ficará confinado no apartamento de 500 metros quadros. Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos...

Reportagem de Tatiana Farah, para o BuzzFeed News, Brasil, mostra o local onde o ex-ministro Antonio Palocci vai ficar para cumprir pena em prisão domiciliar. Usando tornozeleira eletrônica, ele está instalado em um apartamento estimado em R$ 12 milhões, no bairro Jardins, área nobre de São Paulo.

Após cumprir dois dos 12 anos de prisão a que foi condenado na Operação Lava Jato e se tornar delator dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, Palocci ficará confinado no apartamento de 500 metros quadros.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

O condomínio do prédio custa “apenas” R$ 10 mil e o IPTU é de R$ 4 mil por mês. O apartamento tinha sido colocado para alugar, mas foi retirado após ele receber o benefício da prisão domiciliar.

Trata-se de um imóvel com três suítes e cinco vagas na garagem. Do 13º andar do condomínio Dante Alighieri, na alameda Itu, o ex-ministro tem uma vista privilegiada, voltada para a região da Avenida Paulista.

Veja também:  Processo sobre sítio de Atibaia chega ao TRF-4; defesa de Lula pede absolvição

O imóvel foi adquirido por Palocci em 2009, por R$ 6,6 milhões, mas foi bloqueado pela Lava Jato, em função das acusações de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O endereço atual de Palocci tem sido tratado com discrição pela Justiça Federal, Ministério Público Federal e Polícia Federal, por “questões de segurança”, por ele ser delator na Lava Jato.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum