Imprensa livre e independente
09 de dezembro de 2018, 13h43

Após dizer que não tinha tempo, Bolsonaro vai ao banco: “Ele (Queiroz) tem que explicar”

Militar conversou com jornalistas na porta de casa, depois de ter ido ao banco e tomar água de coco na praia

Foto: Assessoria de imprensa de Jair Bolsonaro Jair Bolsonaro (PSL) declarou neste domingo (9) que o ex-assessor de se filho Flávio deve explicações. Fabrício de Queiroz repassou R$ 24 mil para a conta bancária da futura primeira-dama Michelle. Em seu primeiro pronunciamento sobre a questão, Bolsonaro disse que se tratava de uma dívida pessoal e que o depósito só foi feito na conta da esposa porque ele não tinha empo de ir ao banco. No entanto, curiosamente neste domingo Bolsonaro conversou com a imprensa na porta de casa, depois de ir ao banco e tomar água de coco na praia,...

Foto: Assessoria de imprensa de Jair Bolsonaro

Jair Bolsonaro (PSL) declarou neste domingo (9) que o ex-assessor de se filho Flávio deve explicações. Fabrício de Queiroz repassou R$ 24 mil para a conta bancária da futura primeira-dama Michelle. Em seu primeiro pronunciamento sobre a questão, Bolsonaro disse que se tratava de uma dívida pessoal e que o depósito só foi feito na conta da esposa porque ele não tinha empo de ir ao banco.

No entanto, curiosamente neste domingo Bolsonaro conversou com a imprensa na porta de casa, depois de ir ao banco e tomar água de coco na praia, na Barra da Tijuca no Rio de Janeiro.

Fórum precisa ter um jornalista em Brasília em 2019. Será que você pode nos ajudar nisso? Clique aqui e saiba mais

“Ele (Queiroz) vai dar as explicações”, afirmou Bolsonaro, ao ser questionado sobre o assunto, de acordo com informações do G1.

“Tenho dificuldade para ir em banco, andar na rua. Deixei para minha esposa. Lamento o constrangimento que ela está passando no tocante a isso, mas ninguém recebe ou dá dinheiro sujo com cheque nominal, meu Deus do céu”, disse, durante entrevista neste sábado (8). Contudo, um dia depois, ele esteve em uma instituição bancária.

Veja também:  Sobre Bolsonaro, o príncipe e Robespierre

O relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) revelou, ainda, que sete servidores que trabalharam no gabinete de Flávio Bolsonaro, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), realizaram transferências de dinheiro para uma conta de Queiroz.

Entre os mencionados estão a filha de Fabrício, Nathalia Melo de Queiroz, a dele, mulher Márcia Oliveira Aguiar, e também: Agostinho Moraes da Silva, Jorge Luís de Souza, Luíza Souza Paes, Raimunda Veras Magalhães e Wellington Servulo Rômulo da Silva.

Agora que você chegou ao final deste texto e viu a importância da Fórum, que tal apoiar a criação da sucursal de Brasília? Clique aqui e saiba mais

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum