Seja Sócio Fórum
11 de abril de 2019, 21h18

Após prisão de Assange, WikiLeaks libera todos os documentos secretos

São milhares de dados sigilosos de governos de inúmeros países, incluindo Estados Unidos e Brasil

Foto: Reprodução
Por solicitação do próprio Julian Assange, preso nesta quinta-feira (11), na embaixada do Equador, em Londres, o WikiLeaks liberou o acesso a todos os documentos de seu arquivo. São milhares de dados secretos de governos de inúmeros países, incluindo o Brasil. Entre os documentos, constam informações sigilosas sobre o governo dos Estados Unidos, o que provocou a irã norte-americana e o pedido de extradição do fundador do WikiLeaks. Um representante da polícia de Londres declarou que a prisão tem relação com um pedido de extradição contra Assange feito pelo governo norte-americano. Nos Estados Unidos, ele é investigado pelo vazamento dos...

Por solicitação do próprio Julian Assange, preso nesta quinta-feira (11), na embaixada do Equador, em Londres, o WikiLeaks liberou o acesso a todos os documentos de seu arquivo. São milhares de dados secretos de governos de inúmeros países, incluindo o Brasil.

Entre os documentos, constam informações sigilosas sobre o governo dos Estados Unidos, o que provocou a irã norte-americana e o pedido de extradição do fundador do WikiLeaks.

Um representante da polícia de Londres declarou que a prisão tem relação com um pedido de extradição contra Assange feito pelo governo norte-americano. Nos Estados Unidos, ele é investigado pelo vazamento dos documentos.

Os dados brutos mostram contratos, atas de reuniões e documentos. Entretanto, grande parte material já tinha sido divulgada pelo WikiLeaks.

Acesse a íntegra dos documentos aqui

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum