Imprensa livre e independente
28 de fevereiro de 2019, 21h30

Após recuo na nomeação de Ilona Szabó, tag #MoroBundaMole explode no Twitter

Lançada pelo "autoproclamado presidente" José de Abreu, a tag ironiza o fato de Sérgio Moro ter cedido à pressão bolsonarista e recuado na nomeação da cientista política Ilona Szabó para conselho no Ministério da Justiça

Foto: Lula Marques/Agência PT
O mais novo recuo do governo de Jair Bolsonaro virou motivo de piada nas redes sociais. Lançada pelo “autoproclamado presidente da República” José de Abreu, a tag #MoroBundaMole, em poucos minutos, chegou à lista de assuntos mais comentados do Twitter. A tag ironiza o fato de o ministro da Justiça, Sérgio Moro, ter recuado nesta quinta-feira (28) na nomeação da cientista política Ilona Szabó para o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), órgão vinculado ao seu ministério. A decisão de cancelar a nomeação de Szabó se deu por conta da pressão da rede bolsonarista, já que a cientista política...

O mais novo recuo do governo de Jair Bolsonaro virou motivo de piada nas redes sociais. Lançada pelo “autoproclamado presidente da República” José de Abreu, a tag #MoroBundaMole, em poucos minutos, chegou à lista de assuntos mais comentados do Twitter.

A tag ironiza o fato de o ministro da Justiça, Sérgio Moro, ter recuado nesta quinta-feira (28) na nomeação da cientista política Ilona Szabó para o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), órgão vinculado ao seu ministério.

A decisão de cancelar a nomeação de Szabó se deu por conta da pressão da rede bolsonarista, já que a cientista política é crítica ao decreto de Bolsonaro que facilita a posse de armas, atacou o Pacote Anticrime de Moro e, durante a campanha eleitoral, aderiu ao movimento #EleNão, contrário à eleição do atual presidente.

Confira, abaixo, parte da repercussão.

Veja também:  Suspeito de corrupção judicial, Moro vai ganhar principal comenda de SP de Doria

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum