Imprensa livre e independente
24 de junho de 2014, 16h15

“Aquela bosta do nordeste”, diz jornalista do SporTV

Uma petição pública pede que a Procuradoria Geral da República instaure um processo criminal e que o canal demita Eduardo Bueno Por Redação Na última quinta-feira (19), durante a exibição do programa “Extraordinários”, do canal a cabo SporTV, o jornalista Eduardo Bueno, ao falar sobre a região do nordeste, se referiu como “aquela bosta”. Uma petição online foi lançada para que a Procuradoria Geral da República instaure um processo criminal contra o profissional. Ainda que, posteriormente o comentário que criou um mal estar entre os presentes, visto que entre eles estava Xico Sá, que é nordestino, Bueno tenha justificado que...

Uma petição pública pede que a Procuradoria Geral da República instaure um processo criminal e que o canal demita Eduardo Bueno

Por Redação
Na última quinta-feira (19), durante a exibição do programa “Extraordinários”, do canal a cabo SporTV, o jornalista Eduardo Bueno, ao falar sobre a região do nordeste, se referiu como “aquela bosta”. Uma petição online foi lançada para que a Procuradoria Geral da República instaure um processo criminal contra o profissional.

Ainda que, posteriormente o comentário que criou um mal estar entre os presentes, visto que entre eles estava Xico Sá, que é nordestino, Bueno tenha justificado que foi uma brincadeira, o comentário tem repercutido negativamente na rede e Eduardo Bueno está sendo acusado de preconceito.

Na Petição Pública, que leva o título de “Mais uma gressão a nordestinos feita por Eduardo Bueno”, pede-se a demissão do jornalista e que os cidadãos nordestinos ficaram “extremamente chocados” com as declarações feita em rede nacional.

A seguir, confira o momento em que Eduardo Bueno chama o nordeste de “aquela bosta”:

Veja também:  Repreendido mais uma vez por Paulo Guedes, Bolsonaro minimiza manifestações do dia 26

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum