Imprensa livre e independente
01 de dezembro de 2014, 15h51

Armando Monteiro é o novo ministro do Desenvolvimento

Ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria foi anunciado por meio de nota.

Ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria foi anunciado por meio de nota Por Redação | Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil Em nota divulgada na tarde desta segunda-feira (1), o Palácio do Planalto informou que o senador Armando Monteiro Neto (PTB-PE) assumirá o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior no segundo mandato de Dilma Rousseff (PT). Monteiro é ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e disputou neste ano as eleições para governador de Pernambuco, em que foi derrotado por Paulo Câmara (PSB). De acordo com o texto, o atual titular da pasta, Mauro Borges, permanecerá no cargo “até que esteja concluída...

Ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria foi anunciado por meio de nota

Por Redação | Foto: Elza Fiuza/Agência Brasil

Em nota divulgada na tarde desta segunda-feira (1), o Palácio do Planalto informou que o senador Armando Monteiro Neto (PTB-PE) assumirá o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior no segundo mandato de Dilma Rousseff (PT).

Monteiro é ex-presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e disputou neste ano as eleições para governador de Pernambuco, em que foi derrotado por Paulo Câmara (PSB).

De acordo com o texto, o atual titular da pasta, Mauro Borges, permanecerá no cargo “até que esteja concluída a transição e a formação da nova equipe”.

Este é o quarto ministro anunciado por Dilma para seu novo governo. Joaquim Levy foi o escolhido para a Fazenda; Nelson Barbosa, para o Planejamento; e Alexandre Tombini continuará como presidente do Banco Central.

Veja também:  Além dos R$64 mil ao Einstein, Queiroz pagou mais R$69 mil em dinheiro vivo à equipe médica

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum