Imprensa livre e independente
31 de janeiro de 2018, 12h19

Arrastão e vandalismo apavoram moradores da Vila Belmiro, em Santos. Vídeo

O conhecido bairro da cidade foi tomado por várias ações simultâneas de assaltos, quebradeiras e cenas de vandalismo

O conhecido bairro da cidade foi tomado por várias ações simultâneas de assaltos, quebradeiras e cenas de vandalismo. Tudo foi filmado por um morador Da Redação* Vandalismo, quebradeira, assaltos, abordagem de carros, arrastões, uso de drogas entre outras cenas foram presenciadas pelos moradores do conhecido bairro da Vila Belmiro, em Santos (SP), na noite desta terça-feira (30), logo após a passagem de uma banda de carnaval, sem que a Polícia Militar tomasse atitude. Como se pode ver em vídeo feito por morador, ladrões agiam livremente, invadindo carros, bloqueando a passagem e roubando pertences. De acordo com moradores e comerciantes da...

O conhecido bairro da cidade foi tomado por várias ações simultâneas de assaltos, quebradeiras e cenas de vandalismo. Tudo foi filmado por um morador

Da Redação*

Vandalismo, quebradeira, assaltos, abordagem de carros, arrastões, uso de drogas entre outras cenas foram presenciadas pelos moradores do conhecido bairro da Vila Belmiro, em Santos (SP), na noite desta terça-feira (30), logo após a passagem de uma banda de carnaval, sem que a Polícia Militar tomasse atitude.

Como se pode ver em vídeo feito por morador, ladrões agiam livremente, invadindo carros, bloqueando a passagem e roubando pertences. De acordo com moradores e comerciantes da região, que não quiseram se identificar por medo, a algazarra se estendeu durante a madrugada, com todos acuados e apavorados dentro de casa.

Em relato ao site “Viver em Santos”, uma mulher contou que passou pelo local e teve que fugir: “Fui buscar o meu filho, por pouco não fui assaltada por pelo menos uns 10 bandidinhos… Eles estavam no carro da frente, consegui dar ré e fui embora, fiz o retorno, parei no posto policial no canal 2 e lá tinha muita gente com a mesma queixa.”

Veja também:  Bolsonaro "ensina" reforma da Previdência a alunos de escola pública e é corrigido por Paulo Guedes

Uma balconista que estava no local na hora da confusão contou que ficou assustada com o consumo de drogas. “Crianças da idade de meu filho usando lança-perfume e maconha. Eu vi diversas brigas e tentativas de arrastão. Estava na cara que ia dar nisso”.

Nesta manhã, a sujeira era tanta que os próprios moradores se uniram para limpar as ruas do entorno. Por volta das 10 horas, a região já não apresentava os sinais do vandalismo.

No Facebook, uma mulher relatou ter sido alvo dos bandidos. “Fui vítima do arrastão. Estava no Canal 2 com a Carvalho de Mendonça e, graças a Deus, não nos aconteceu nada. Os bandidos tentaram arrombar as portas do carro que estavam travadas e quebrar os vidros, mas meu marido acelerou e jogou o carro em cima deles”.

Moradores do entorno do estádio também presenciaram a ocorrência e informaram a polícia. “Realmente foi revoltante. Vários roubos e pancadaria. Liguei para a polícia várias vezes e nada foi feito. Quando os policiais apareceram ninguém foi parado”, comentou outra.

Veja também:  Veja os memes que a milícia de robôs do Bolsonaro está distribuindo nas redes para divulgar o dia 26

Uma publicitária que ficou presa em uma pizzaria por conta da desordem disse ter ligado para Polícia Militar, como fizeram outras pessoas e, segundo ela, a polícia informou que não havia o que fazer. Não havia viaturas disponíveis.

A Tribuna On-line, de Santos, entrou em contato com a Polícia Militar, mas ainda não obteve resposta. A Prefeitura de Santos também foi procurada e ainda não respondeu aos questionamentos.

*Com informações da Tribuna, de Santos e do site “Viver em Santos”

Foto: Reprodução YouTube

 

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum