Imprensa livre e independente
14 de março de 2019, 10h54

Assessor de vereador agride diretora que impede colocação de faixa na escola. Vídeo

Dois homens colocavam faixa na frente da instituição de Goiânia em agradecimento ao político. A diretora tentou impedir e foi agredida

Foto: Reprodução
Um assessor do vereador Paulo Magalhães (PSD-GO) agrediu a diretora do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei), Keilly Mágila Gonçalves Assis Moura, na tarde desta quarta-feira (13), em Goiânia. Segundo a Polícia Militar, uma testemunha relatou à equipe que dois homens colocavam uma faixa na frente da instituição em agradecimento ao político. Eles teriam informado que estavam no local por determinação do vereador, mas a diretora tentou impedi-los. No momento em que a mulher conversava com um dos homens, o outro deu uma “voadora” nas costas da diretora, conforme relato da testemunha. A vítima bateu com o rosto no muro e...

Um assessor do vereador Paulo Magalhães (PSD-GO) agrediu a diretora do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei), Keilly Mágila Gonçalves Assis Moura, na tarde desta quarta-feira (13), em Goiânia.

Segundo a Polícia Militar, uma testemunha relatou à equipe que dois homens colocavam uma faixa na frente da instituição em agradecimento ao político. Eles teriam informado que estavam no local por determinação do vereador, mas a diretora tentou impedi-los.

No momento em que a mulher conversava com um dos homens, o outro deu uma “voadora” nas costas da diretora, conforme relato da testemunha. A vítima bateu com o rosto no muro e caiu desacordada. Com o impacto, os óculos dela quebraram.

A vítima foi levada consciente para o Centro de Atendimento Integrado à Saúde (Cais), com uma luxação na clavícula esquerda, edemas nos lábios e face. Segundo a polícia, ela reclamava também estar sentindo dores na região torácica e nos joelhos.

Logo após, a diretora foi transferida para o Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), onde fez tomografia. De lá, após a liberação, segundo informou, foi direto para Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) prestar queixa.

Veja também:  Após trapalhada no partido de Bolsonaro, oposição formaliza convite para Glenn Greenwald ser ouvido na Câmara

Em nota, a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME) disse que “lamenta o ocorrido e repudia, veementemente, qualquer tipo de agressão, seja física ou psíquica. A SME aponta que o caso deve ser devidamente investigado pelas autoridades policiais e frisa acompanhar a apuração dos fatos”.

A assessoria do vereador Paulo Magalhães informou que, logo após tomar conhecimento do ocorrido, o político solicitou a exoneração do servidor. “O vereador lamenta profundamente o ato e deixa claro não compactuar com qualquer ato de violência, sobretudo, contra as mulheres”, diz a nota.

A assessoria do vereador não divulgou o nome do assessor exonerado. O G1 não conseguiu localizar a defesa do homem suspeito da agressão.

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum