Seja Sócio Fórum
11 de março de 2019, 09h21

Assessora de Flávio Bolsonaro que foi candidata repassou 59% de verba da campanha para o marido

Elisangela Machado dos Santos de Freitas, administradora do perfil República de Curitiba no Facebook, disputou uma vaga na Câmara como "Elisa Robson, a federal do Bolsonaro no DF". Derrotada, ela foi contratada pelo filho de Bolsonaro no Senado

Elisa Robson, do perfil República de Curitiba, com o procurador Deltan Dallagnol e com Jair Bolsonaro (Reprodução)
Reportagem de Daniel Carvalho, na edição desta segunda-feira (11) da Folha de S.Paulo, revela que a jornalista Elisangela Machado dos Santos de Freitas, administradora do perfil República de Curitiba no Facebook, repassou 59% da verba pública que recebeu para fazer a campanha para o cargo de deputada federal para o próprio marido. Derrotada, a jornalista foi contratada para trabalhar no gabinete do senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ). Segundo a reportagem, a jornalista disputou uma vaga na Câmara Federal como Elisa Robson, pelo PRP do Distrito Federal. Administradora do perfil República de Curitiba, página simpática a Jair Bolsonaro, Elisa, que se apresentava...

Reportagem de Daniel Carvalho, na edição desta segunda-feira (11) da Folha de S.Paulo, revela que a jornalista Elisangela Machado dos Santos de Freitas, administradora do perfil República de Curitiba no Facebook, repassou 59% da verba pública que recebeu para fazer a campanha para o cargo de deputada federal para o próprio marido. Derrotada, a jornalista foi contratada para trabalhar no gabinete do senador Flávio Bolsonaro (PSL/RJ).

Segundo a reportagem, a jornalista disputou uma vaga na Câmara Federal como Elisa Robson, pelo PRP do Distrito Federal. Administradora do perfil República de Curitiba, página simpática a Jair Bolsonaro, Elisa, que se apresentava nas redes como “a federal do Bolsonaro no DF”, recebeu R$ 25 mil do fundo criado para financiar campanhas políticas e sua maior despesa, R$ 14,9 mil (59% do total), foi com o próprio marido, o engenheiro Ronaldo Robson de Freitas.

A candidata obteve 11.638 votos (0,81% dos votos válidos). Pela declaração que consta na Justiça eleitoral, o analista da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) recebeu R$ 10 mil para “serviços de coordenação de campanha eleitoral”, R$ 4 mil para “locação de equipamento para gravação de vídeo” e outros R$ 900 para “serviço de divulgação de campanha”.

Após ser procurada pela reportagem, Elisa publicou no Facebook: “Explico: meu esposo gerenciou todo o trabalho que foi feito de comunicação nas redes sociais”.

Leia a reportagem na íntegra.

Nossa sucursal em Brasília já está em ação. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Saiba mais.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum