#FÓRUMCAST
31 de Janeiro de 2017, 16h42

Ativista que filmou ação de Doria contra mural da 23 de Maio recebe ameaças

Diana Assunção foi ontem (30) à delegacia para prestar queixa contra os agressores; ela recebeu milhares de xingamentos e até mesmo ameaças de estupro e morte em seu perfil no Facebook.

Diana Assunção foi ontem (30) à delegacia para prestar queixa contra os agressores; ela recebeu milhares de xingamentos e até mesmo ameaças de estupro e morte em seu perfil no Facebook

Por Redação

Há uma semana, a ativista feminista Diana Assunção postou nas redes sociais um vídeo denunciando a ação do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), de apagar os grafites dos muros da Avenida 23 de Maio, no centro da capital paulista. Após a publicação, que já tem mais de 900 mil visualizações, ela recebeu milhares de xingamentos, ofensas e até mesmo ameaças de estupro e morte em seu perfil no Facebook.

Ontem (30), Diana foi à 1ª Delegacia de Defesa da Mulher acompanhada de uma advogada para registrar boletim de ocorrência contra os agressores. Embora a maioria das mensagens seja de ódio, ela tem recebido apoio de pessoas como o vereador paulistano Eduardo Suplicy (PT), o líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, e a secretária nacional da Mulher Trabalhadora da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Juneia Batista.