#Raphael Silva Fagundes

20 de fevereiro de 2019, 23h53

Aqui não tem santo: os interesses da imprensa que ataca Bolsonaro

Raphael Silva Fagundes: “Temer, Bolsonaro, Mourão, são todos marionetes para impor um projeto de poder covarde. Fazem o povo amar e odiar pessoas quando na verdade o vilão é uma estrutura de poder”


15 de fevereiro de 2019, 21h33

O aumento da repressão na República dos laranjas

Quanto menos direitos, maior a presença da violência. Nos lugares onde as pessoas têm os direitos violados, direito à saúde, à educação etc., a violência acaba por ser maior


11 de fevereiro de 2019, 20h14

Uma ditadura pra quê? O povo escolheu perder seus direitos

Raphael Silva Fagundes: “É preciso lutar contra a corrupção, mas não se trata de uma moeda de troca, e infelizmente um cenário foi montado para isso”


09 de fevereiro de 2019, 13h10

A era das “fatalidades”: a soma das desgraças nos 40 dias de governo Bolsonaro

Raphael Silva Fagundes: “O início de uma 'nova' era na política brasileira está sendo marcado por grandes desastres. Uns ligados diretamente à 'nova direção', outros que vieram apenas para descolorir ainda mais as trevas que se iniciam”


06 de fevereiro de 2019, 21h45

Não seja estúpido, Moro quer é proteger o Estado burguês da ira popular

Raphael Silva Fagundes: “Será que as reformas criminais de Moro não estão prevendo um cenário de sedição popular?”


05 de fevereiro de 2019, 22h54

Ajuda humanitária: a hipocrisia do imperialismo

Raphael Silva Fagundes: “O desejo de se romper com o imperialismo, objetivo da política de Maduro, gera uma intervenção extremamente agressiva do capital internacional”


04 de fevereiro de 2019, 22h39

A arte da picuinha: um pastor ridículo e um general paz e amor

Raphael Silva Fagundes: “A burguesia tem várias formas de se fortalecer, de encontrar remédios para manter a sua posição tradicional: Obama e Trump, Sarkozy e Hollande, Lula e Bolsonaro”


01 de fevereiro de 2019, 19h10

Pobre tem que se f*: como os ricos financiam a violência

Raphael Silva Fagundes: “A cultura do medo forjada pela mídia tem a intenção clara de nos alienar perante as contradições de classe”


30 de janeiro de 2019, 19h58

Os herdeiros de Pilatos: do Cristo torturado ao cristão torturador

Podemos pensar na possibilidade do cristão estar do lado do torturador e não do torturado. Muitos deles, são mais seguidores de Pilatos que de Cristo, pois preferem estar do lado daquele tortura, jamais do que sofre


28 de janeiro de 2019, 14h37

Mais mercado, mais trabalhadores mortos, mais desastres ambientais

A Vale praticou o capitalismo de maneira mais tradicional: aquilo que não é mais útil é abandonado. Explora-se o máximo possível e depois se abandona. Assim, a barragem sem manutenção rompeu e assassinou as pessoas que ali viviam, passavam e trabalhavam.


24 de janeiro de 2019, 16h34

Qual é o interesse da Globo em criticar Bolsonaro?

Raphael Silva Fagundes: “Não podemos agir como insetos atraídos pela luz da lâmpada e nos excitar com qualquer ação do governo. Precisamos saber interpretar a questão para não fazermos o jogo do inimigo”


22 de janeiro de 2019, 16h23

A mentira se tornou símbolo nacional e a corrupção valor familiar

Bolsonaro construiu sua imagem apenas com palavras, sem nenhuma atitude que legitime o que vomita. Hoje vemos a corrupção entranhada na instituição que ele tanto valorizou: sua própria família


18 de janeiro de 2019, 22h31

Ordem para o povo, progresso para a burguesia

Raphael Silva Fagundes: “O Brasil é um país que tem tudo para progredir, mas o problema é o tipo de ordem que busca restabelecer o modelo entreguista, de submissão a países imperialistas”


16 de janeiro de 2019, 13h04

Já podemos tirar a palavra “progresso” da bandeira

Raphael Silva Fagundes: “Um governo que se elegeu apresentando um modelo inspirado no passado não pode ter em sua bandeira a palavra ‘progresso’ estampada”


11 de janeiro de 2019, 12h22

O povo não tem que ser escravo de seus governantes

Raphael Silva Fagundes diz que o povo tem o direito de desobedecer quando suas riquezas estão sendo vendidas, quando os seus direitos estão sendo violados