Imprensa livre e independente

#Rodrigo Vianna

04 de fevereiro de 2019, 14h44

O pacote de Moro e os 3 coringas da restauração conservadora

A simbologia de um superministro que segue agenda própria e "fatura" individualmente com o pacote, enquanto o presidente segue enfraquecido no hospital, diz muito sobre esse governo


30 de janeiro de 2019, 15h11

Realismo fantástico e abuso de poder: Lula, Toffoli, Moro e o corpo de Vavá

Toffoli cravou esse carimbo na testa dos lavajateiros: abusaram de autoridade. Usaram togas e prerrogativas policiais para fazer politica.


22 de outubro de 2018, 10h12

Ditadura e cerco militar: de salto alto, Bolsonaro abre o jogo antes da hora e gera reações no STF e na mídia

Avaliação geral é de que Bolsonaro errou a mão. Ao anunciar que planeja prender e exilar opositores, pretendia espalhar medo e desorganizar o outro lado. Gerar pânico. Mas subiu no salto alto, ao falar cedo demais. Deixou claro, didaticamente, que o programa bolsonariano é a ditadura. Foi um tapa na cara dos iludidos: acordem! A reação de FHC, a fala do jornalista conservador William Waack, e a declaração do ministro do STF Celso de Melo - todos indignados com o avanço autoritário - são indicadores de que Bolsonaro abriu uma brecha para sensibilizar mais gente a votar contra o desastre.


26 de setembro de 2018, 18h49

Bolsonaro estaciona, Haddad cresce, e Ciro segue a ser fundamental

É preciso incorporar todos setores democráticos para enfrentar o fascismo. Sem arrogância e sem colocar a fidelidade canina ao "petismo" à frente dos interesses do Brasil. Quando Haddad estava mais voltado a defender Lula, e a consolidar a transferência de votos, foi Ciro quem assumiu o papel de confrontar a direita no debate econômico e também no campo dos costumes. Alguém precisava chamar Mourão de “jumento”, e Bolsonaro de “nazista filho da puta”. Coube a Ciro enfrentar o fascismo de peito aberto. Mas não é só isso.


21 de setembro de 2018, 22h02

Cenários na reta final: Haddad, Bolsonaro e as operações para criar a “terceira via”

Ciro ainda está no jogo. Mas se o quadro PT x Bolsonaro se consolidar, teremos um segundo turno duríssimo. O Rio, dessa vez, deve se inclinar para o antipetismo, votando majoritariamente em Bolsonaro. Para vencer no segundo turno, Haddad vai precisar ganhar em Minas, ter uma votação no Nordeste superior à de Dilma em 2014, e "perder de pouco" em São Paulo (60% Bolsonaro x 40% Haddad já seria lucro para o petista).


20 de agosto de 2018, 18h09

Lula dispara nas pesquisas; eleitor rejeita privatizações, e tucano Alckmin patina abaixo de 5%

Os números da pesquisa CNT/MDA apontam que (descontados brancos e nulos) Lula estaria a 2 pontos de vencer a eleição no primeiro turno. Alckmin patina, e o programa privatista - associado ao PSDB - é rejeitado pelos eleitores. Pesquisa Ibope, divulgada logo depois, indica quadro muto parecido.


17 de agosto de 2018, 12h12

Exclusivo: em reunião fechada, Banco prevê segundo turno com Bolsonaro x PT

Hoje, a maior probabilidade é de que o ex-capitão do Exército enfrente o candidato do PT (Lula ou Haddad), no segundo turno. Essa é a previsão de um dos maiores bancos de varejo brasileiros! Foi obtida com exclusividade pelo blogueiro, junto a uma fonte que participou da reunião reservada. Alckmin, segundo os donos da grana, tem chances remotas de avançar. Eleição ocorrerá sob o signo "anti-sistema" - e Lula preso e perseguido só ajuda o PT no imaginário social.


10 de agosto de 2018, 18h43

O eleitor avalia: Alckmin e Meireles foram os piores; Ciro e Marina ganharam primeiro debate

A pedido de uma consultoria, telespectadores deram notas aos candidatos, durante o confronto no estúdio da Band. O resultado é preocupante para os dois candidatos mais próximos do mercado. Henrique Meirelles parece um caso perdido: mal consegue se comunicar. Alckmin não se saiu mal nesse quesito. Mas também carrega a marca de ser um dos candidatos que ajudaram a patrocinar a desastrosa politica liberal de Temer. Boulos resumiu bem a situação, ao dizer que ali no estúdio havia "50 tons de Temer". O tucano terá muita dificuldade para sair dessa sinuca.


02 de agosto de 2018, 11h21

PSB, Lula e Ciro: o jogo avança e a mídia se desespera

Colunistas ligados ao PSDB uivam de raiva: o lulismo está vivo! Abaixo, uma tentativa de entender o quadro eleitoral, depois que Lula/PT deram um xeque em Ciro.


10 de julho de 2018, 14h13

Sete perguntas ao jurista Walter Maierovitch

O correto Walter Fanganiello Maierovitch publicou texto em sua página no FB apoiando a decisão do TRF-4, e de alguma forma condenando o desembargador Favretto. Da mesma forma, respeitosamente, apresentei algumas questões sobre o caso


30 de maio de 2018, 16h30

Parente é o coração do golpe; Temer pouco importa: a saída virá das ruas

Está claro que o Petróleo mais uma vez é o centro da disputa - como foi em 1954 com Vargas. Pedro Parente é um representante estrangeiro à frente da Petrobrás. Ele é mais forte que Temer, é ele que precisa cair.


30 de maio de 2018, 12h13

Parente sai, Petrobras fica com os brasileiros – dizem blogueiros e ativistas em Encontro Nacional

Nós, blogueir@s, ativistas digitais e coletivos de mídia de 17 estados do Brasil, reunidos em São Paulo nos dias 25 e 26 de maio de 2018, nos declaramos em estado de resistência permanente até que Lula esteja solto, até que o golpe tenha sido derrotado.


24 de maio de 2018, 12h51

O Caos de Temer e o futuro dos patos amarelos

A greve de caminhoneiros começou por uma questão econômica mas, assim como o passe livre de 2013, pode ser capturada pela turma que quer dar um reboot no golpe


16 de abril de 2018, 22h08

Bolsonaro se apóia nos brancos e nos mais ricos; Lula tem 50% dos votos totais no Nordeste: veja aqui detalhes do DataFolha

por Rodrigo Vianna A análise mais aprofundada dos números do DataFolha (para além das manchetes e da torcida ridícula contra Lula, nos jornais golpistas) indica alguns dados importantes. Pouca gente se debruçou sobre os dados, que podem ser consultados neste link. Como são muitos os cenários na pesquisa, vamos basear nossa análise aqui no cenário […]


11 de abril de 2018, 14h21

Uma espécie de milícia federal ameaça movimentos que resistem em Curitiba

por Rodrigo Vianna A carta do Sindicato dos Delegados da Policia Federal/seção Paraná é um indicativo claro de que o setor da PF atuante na Lava-Jato se transformou numa espécie de milícia que silencia e ameaça movimentos sociais,  democratas,  sindicatos e todos aqueles que se opõem ao Golpe e aos abusos dessa operação parcial e eivada […]