Imprensa livre e independente

#Yuri Martins Fontes

29 de maio de 2019, 06h00

“Gente do bem” e a malvada diferença das diferenças

Yuri Martins Fontes: “Para sair do golpe é necessário sair das redes sociais, sair do conforto do sofá, da vilinha do bairro ajeitado, sair da conveniência do pseudoativismo “cidadão”, e se organizar em coletivos, partidos, movimentos (efetivamente) sociais”


06 de abril de 2019, 06h00

Décadas neoliberais e ascensão fascista: duas faces do mesmo erro (II)

“Hoje, igualmente, através da barbárie social somada à exploração ambiental acelerada, a meia dúzia de donos do mundo tenta adiar à força a desordem que instalou”, diz Yuri Martins Fontes


19 de março de 2019, 06h00

Décadas neoliberais e ascensão fascista: duas faces do mesmo erro (I)

Yuri Martins Fontes diz que a “burguesia interna brasileira fez vista grossa ao degenerado processo que obviamente se aprofundava, propiciando que nossa ferida nacional autoritária, ainda aberta, infeccionasse”


15 de janeiro de 2019, 21h44

Corruptos acovardados: quadrilha Temer-Fux manda ativista Battisti para a tortura na Itália

Na coluna de Yuri Martins Fontes: “Seu ‘crime’ foi o de enfrentar altivo o caráter patológico da sociedade capitalista; foi o de expor o que há de falso na essência da ideologia ‘socialdemocrata’"


27 de novembro de 2018, 17h58

Governabilidade, só se combinarem com o povo (II)

Yuri Martins Fontes: “Organização, esperança e o papel do líder (para além de determinismos ou derrotismos confortáveis): mais pontos para reflexão diante da aposta das elites no caos que ameaça e desmoraliza o país”


12 de novembro de 2018, 23h09

Governabilidade, só se combinarem com o povo (I)

Yuri Martins Fontes: “Tópicos para análise da tempestade e da resistência: organização popular, esperança e papel do líder – para além de determinismos ou derrotismos confortáveis”


22 de outubro de 2018, 16h02

O socialismo triunfa e o neoliberalismo tomba (apesar da “onda”)

Yuri Martins Fontes: “A queda fascista do projeto neoliberal e sua tríade fisiológica (Parlamento-Judiciário-mídia corporativa), que se abstém da roupagem racional e aposta na monstruosidade”


24 de setembro de 2018, 22h31

Contragolpe lulista e a crise de identidade da elite

Yuri Martins Fontes escreve: “Qualquer projeto que se pretenda efetivamente transformador tem que se aliar com as ruas. A palavra final vem das ruas (vide Dilma). Vem das bases populares organizadas de quem o PT nunca deveria ter se afastado”


28 de agosto de 2018, 13h57

Nova ordem global pós-Guerra Fria – emerge a multipolaridade

Yuri Martins Fontes, em novo texto, afirma que, apesar da nova onda de golpes reativos com que os EUA tentam manter sua decadente hegemonia, a divisão multipolar do sistema parece consolidada, prometendo novidades e, quem sabe, caminhos para um desenvolvimento menos dependente


30 de julho de 2018, 11h54

Crimes de guerra de Israel (II): limpeza étnica

Yuri Martins Fontes aborda, em novo artigo, o conflito Israel-Palestina: “Autodefesa” como discurso legitimador do pior genocídio do novo século”


20 de julho de 2018, 19h11

Novas universidades públicas e integração Sul-Sul na mira do golpe

Em novo artigo, Yuri Martins Fontes aborda a subalternidade eurocêntrica de mercenários, como Marco Antonio Villa


20 de junho de 2018, 12h17

Crimes de guerra de Israel (I)

Em seu mais novo artigo, Yuri Martins Fontes destaca a violência no Oriente Médio: massacrados por europeus, sionistas massacram palestinos em nome de “autodefesa”


11 de maio de 2018, 14h36

Liberdade a Jesús Santrich, parlamentar das Farc: mais um prisioneiro político

Em novo artigo, Yuri Martins Fontes e Diana Paola Gómez Mateus*, coautora do texto, abordam a prisão arbitrária do representante indicado para a Câmara Legislativa da Colômbia, pelo novo partido Farc


19 de abril de 2018, 11h18

Uma nova geração a reforçar o socialismo cubano

Em novo artigo, Yuri Martins Fontes analisa a eleição presidencial em Cuba e os desafios do novo comandante da Ilha


09 de abril de 2018, 16h22

O semianalfabeto político e o golpe passo a passo

Yuri Martins Fontes, em novo artigo, diz que o pragmatismo de visão curta é o máximo que o semianalfabeto consegue compreender da política, modelo que serve para que a elite do 1% não perca um centavo de seus lucros, mesmo em meio a uma crise econômica mundial