Segunda Tela

21 de março de 2018, 21h47

Bate-boca entre Barroso e Gilmar Mendes é um dos assuntos mais comentados das redes

A troca de xingamentos entre os dois ministros está nos Trending Topics do Twitter no Brasil. Barroso chegou a dizer que Gilmar é "uma pessoa horrível, uma mistura do mal com atraso e pitadas de psicopatia". Confira

A troca de xingamentos entre os dois ministros está nos Trending Topics do Twitter no Brasil. Barroso chegou a dizer que Gilmar é “uma pessoa horrível, uma mistura do mal com atraso e pitadas de psicopatia”. Confira

Por Redação

Prestes a julgar o habeas corpus do ex-presidente Lula, cujo resultado pode abalar o país nas próximas semanas, o Supremo Tribunal Federal (STF) se tornou motivo de chacota de internautas nesta quarta-feira (21) por conta do bate-boca entre os ministros Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes.

Durante o julgamento de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a lei que permite doações ocultas a campanhas eleitorais, Gilmar Mendes fazia críticas às posições contrárias ao financiamento privado quando Luís Roberto Barroso o interrompeu, ao que Gilmar rebateu e instaurou-se uma acalorada discussão que fez com que a presidenta da Corte, ministra Cármen Lúcia, suspendesse a sessão.

Entre farpas e xingamentos, Barroso chegou a dizer que Gilmar Mendes é “uma pessoa horrível, uma mistura do mal com atraso e pitadas de psicopatia”. Gilmar, por sua vez, não deixou barato e disse para Barroso “fechar seu escritório de advocacia”.

Veja também:  Bolsonaro prepara o autogolpe, por Daniel Samam

A reação à discussão nas redes foi tamanha que o assunto se tornou um dos assuntos mais comentados da internet e chegou aos terceiro lugar dos Trending Topics do Brasil no Twitter. A maior parte dos comentários são desqualificando o STF e chamando atenção para a “baixaria” que teria se tornado comum no Supremo.

Confira algumas reações.

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum