Blog do Rovai

15 de setembro de 2011, 20h59

#Forum10: Mal-vindos ao terceiro milênio

Segue um texto que escrevi no dia 11 de setembro de 2001, logo após assistir pela TV a derrubada das torres do World Trade Center. Explico, ao final, por que estou publicando-o.

Mal-vindos ao terceiro milênio

Onze de setembro de 2001, dia 1 do terceiro milênio. Um crime de lesa-humanidade. Nada a comemorar.

A queda do World Trade Center e a demolição de Nova Iorque inauguram a era do supercontrole total. Somos todos terroristas. Até mesmo provando o contrário.

O inimigo quase-invisível (terrorismo) transformará os “incômodos” do sistema em cruéis inimigos. Em alvos justificáveis. Entre eles, os críticos do projeto americano (da globalização neoliberal) de todas as partes.

A garantia da ordem justificará a perseguição. O sistema de defesa, o fim da privacidade e o controle total da informação. Qualquer ameaça, a violência.

Não, o gigante não encolheu. A sua desmoralização não o torna anão. Seu poder armado é hoje do mesmo tamanho do dia 10 de setembro de 2001. Mas deve se tornar maior. Esse crime será utilizado para ampliar exponencialmente investimentos em defesa e em controle.

Quanto ao poder político? Também cresce. A diplomacia internacional será solidária às decisões da Casa Branca. Até porque haverá aliados e inimigos.

A sociedade do terror é ainda pior do que a dos dias de hoje. O terceiro milênio começa agora e, infelizmente, lembra 1984, Blade Runner e Saramago, em seu Ensaio Sobre a Cegueira.

É certo que a onda de sangue que invadiu hoje o centro do poder já reina na periferia do mundo. Mas ilude-se quem imagina que desse crime brotará consciência. O fruto provável é mais violência.

Mais controle. Como não há um inimigo visível, eles dependerão das conveniências.

Há chances? Sempre. Mas elas dependem em muito da sociedade civil internacional, com destaque para a norte-americana, que terá peso significativo e precisa ser convencida de que a alternativa que deve ser proposta pelo seu governo não é a melhor. E que isso pode tornar as coisas muito piores. Para todos.
Esse texto foi escrito quando a primeira edição da Fórum chegava às bancas. Nesta semana está chegando às bancas e às casas dos assinantes a edição de 10 anos.

Veja também:  De tsunami a chuva ácida, governo Bolsonaro entra em estado terminal no 15M

Quando a Fórum nasceu, a internet já existia e tinha contribuído em muito para que o I FSM acontecesse. Mas ela ainda era 1.0. Tudo funcionava na base das listas. A gente enviava um texto para os amigos e contatos e quem gostava, os repassava para outras pessoas.

Não havia blogs, como hoje. Muito menos redes sociais como twitter e Facebook.

Recordo-me que escrevi esse breve artigo porque queria fazer uma reflexão sobre quais, a meu ver, seriam as conseqüências da derrubada das Torres Gêmeas.

Escrevi e enviei para uma lista pequena, talvez com uma centena de pessoas.

Fiz isso no começo da tarde daquele 11 de setembro de 2001.

Depois o vi traduzido em algumas línguas e circulando de um jeito impressionante.

Senti naquele dia que a internet era uma plataforma de comunicação e de distribuição de informação que precisava ser utilizada por aqueles que defendiam a democratização da mídia.

E desde lá Fórum vem utilizando essas novas ferramentas para difundir reflexões, histórias, reportagens, entrevistas. E nas muitas conversas públicas (debates, palestras etc) das quais participei nesta década, a defesa que faço do uso e abuso das possibilidades da rede se tornou um pouco uma obsessão.

Veja também:  Fórum dos Partidos de Oposição procura ampliar unidade das forças democráticas

Na celebração desses 10 anos, vamos usar a rede e as novas tecnologias de novo.

Amanhã (sexta), das 10h às 20h,  faremos um grande tutitaço.

Vamos sortear livros, vender assinaturas com grandes descontos e distribuir textos, muitos textos.

Além disso, vou tentar fazer algumas entrevistas para publicar aqui durante o dia com personagens da rede.

Um jeito que achei para homenagear a todos que estão construindo essa outra esfera pública da comunicação e da cultura.

A hastag é #Forum10.

E anote na agenda, no dia 24, sábado que vem, tem festa da Fórum.

Vai ser na Casa do Fora do Eixo, no Cambuci, em SP, das 10h às 20h. Com shows, intervenções artísticas e muitos debates.

Solicite seu convite aqui. É de (sic) grátis…

Fórum em Brasília, apoie a Sucursal

Fórum tem investido cada dia mais em jornalismo. Neste ano inauguramos uma Sucursal em Brasília para cobrir de perto o governo Bolsonaro e o Congresso Nacional. A Fórum é o primeiro veículo a contratar jornalistas a partir de financiamento coletivo. E para continuar o trabalho precisamos do seu apoio. Clique no link abaixo e faça a sua doação.

Apoie a Fórum