Blog do Rovai

08 de novembro de 2011, 21h48

Os estudantes da USP foram atores de um show calculado

A desocupação dos estudantes da USP não foi só um ato de força desnecessário, foi também um show midiático calculado pelo governo de São Paulo que é da linha que fala grosso com a Bolívia e tira o sapato pra entrar nos EUA.

Uma grande parte da população paulista está se lambuzando ao ver os “maconheirinhos” da USP sendo tirados à força da reitoria. Foi pra esse segmento que o governador e o seu reitor fizeram o espetáculo deprimente de hoje.

Se pensado do ponto de vista histórico, evoluímos.  Afinal, na antiga Paris, as pessoas lotavam as praças públicas para assistirem decapitações nas guilhotinas.

Mas ao mesmo tempo é triste pensar que, na segunda década do século 21, a maioria da população ainda celebre ações de truculência contra estudantes desarmados.

Até porque esse mesmo corajoso governo não agiria assim para desocupar ou interditar um espaço ocupado pela iniciativa privada. Basta ver como o governo tucano procedeu no caso do terreno ilegalmente invadido pela TV Globo.

Alckmin e o seu reitor jogaram para a sua torcida. E em defesa dos grupos que representam.

E mesmo namorando com o autoritarismo falam em nome da democracia.

Para lutar contra isso não basta reclamar. É preciso se organizar melhor para o combate.

Combate de idéias…claro.