Blog do Rovai

11 de abril de 2016, 16h48

Áudio de Temer não vazou, ele foi vazado e é parte do golpe

O golpismo foi ao limite. E o jornalismo para baixo do volume morto. Quem divulga isso como fruto de um acidente é tão mentiroso e venal quanto Temer.

O áudio de Temer comemorando o impeachment é a prova inconteste do golpismo.

É a prova de que o atual vice-presidente não tem o menor respeito pela Constituição.

É a prova inconteste do nível de conspiração liderada por ele.

E é mais uma armadilha do vice-presidente que conta com a boa vontade do jornalismo golpista.

Qualquer idiota com um pingo de conhecimento de política percebe que esse áudio não vazou. Ele foi vazado.

Temer fala como se estivesse com um roteiro bem delineado. Provavelmente não estava lendo, mas tinha os pontos do que deveria falar anotado.

Seu discurso tem por objetivo assumir alguns compromissos tanto com parlamentares, quanto com alguns setores da economia e do empresariado.

É como se fosse a Carta aos Brasileiros de Lula. Só que num processo de golpe e não de eleições.

Temer fala em união nacional, como se ela fosse possível depois de um golpe.

E como primeira medida deixa claro que quer entregar o país, apontando que já fez muitas viagens para o exterior e que como presidente vai procurar os investimentos internacionais. Provavelmente para explorar o Pré-Sal.

Veja também:  Moro passa pela prova do Senado, ganha fôlego, mas deixa um fio desencapado sobre os dados do Telegram

Depois, Temer fala de retomar o emprego. E diz que fará isso num acordo que terá que passar por empregados e empregadores.

Sabem o que significa?

Empresário só faz acordo com redução de direitos. É esse o sinal que ele está dando à turma da Fiesp. Ou seja, Temer vai jogar no lixo a CLT falando de forma clara que haverá “sacrificios iniciais para o povo brasileiro”.

Temer também diz que não vai acabar com os programas sociais da era Lula e Dilma. Evidente que só fala isso para dialogar com setores populares antes da votação do impeachment. Mas ao mesmo tempo faz nova ponderação, de que o Bolsa Família precisa ser algo transitório.

Temer também fala da reforma trabalhista e da previdência. E de novo repete que vai dialogar com todos os setores da sociedade, mas que vai fazer o que precisa ser feito para o bem do país.

Temer é um mentiroso contumaz e esse áudio que ele gravou para ser divulgado no Jornal Nacional de hoje como uma carta à nação não tem nada de inocente. É a tentativa de criar um clima positivo ao impeachment. De que dias melhores virão depois da deposição de Dilma.

Veja também:  Coletes franceses: A Onda Amarela - Por Beatriz Leandro

O golpismo foi ao limite. E o jornalismo para baixo do volume morto. Quem divulga isso como fruto de um acidente é tão mentiroso e cara de pau quanto Temer.

 

Você pode fazer o jornalismo da Fórum ser cada vez melhor

A Fórum nunca foi tão lida como atualmente. Ao mesmo tempo nunca publicou tanto conteúdo original e trabalhou com tantos colaboradores e colunistas. Ou seja, nossos recordes mensais de audiência são frutos de um enorme esforço para fazer um jornalismo posicionado a favor dos direitos, da democracia e dos movimentos sociais, mas que não seja panfletário e de baixa qualidade. Prezamos nossa credibilidade. Mesmo com todo esse sucesso não estamos satisfeitos.

Queremos melhorar nossa qualidade editorial e alcançar cada vez mais gente. Para isso precisamos de um número maior de sócios, que é a forma que encontramos para bancar parte do nosso projeto. Sócios já recebem uma newsletter exclusiva todas as manhãs e em julho terão uma área exclusiva.

Fique sócio e faça parte desta caminhada para que ela se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie a Fórum