16 de setembro de 2018, 13h42

Benedita da Silva e assessores são agredidos por eleitores de Bolsonaro

"Eles acusavam o PT da 'facada' em seu candidato, nos xingavam, cuspiam na nossa frente e gritavam tentando nos expulsar do local"

(Foto: Divulgação)

A deputada federal e candidata à reeleição pelo PT Benedita da Silva denunciou uma agressão que ela e seus assessores sofreram quando estavam tomando um café com assessores em Niterói (RJ). Segundo Benedita, um casal que se dizia eleitor de Bolsonaro, começou a acusar o PT da “facada” em seu candidato. “Nos xingavam, cuspiam na nossa frente e gritavam tentando nos expulsar do local”, contou.

Benedita é ex-ministra do Desenvolvimento Social no governo Lula e tem uma longa trajetória na defesa dos direitos humanos. Em nota em sua página no Facebook, ela lamentou o ocorrido. “O fascismo, o racismo, a misoginia não passarão!”

Confira a nota de Benedita e assista ao vídeo.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

No sábado, dia 15, enquanto tomava café com assessores num bar em Niterói, fazendo uma pequena pausa na campanha eleitoral, fomos agredidas por um casal que se dizia eleitores de Bolsonaro. Eles acusavam o PT da “facada” em seu candidato, nos xingavam, cuspiam na nossa frente e gritavam tentando nos expulsar do local. 

A mulher, na sua ira, tomou o celular do fotógrafo e arremessou sobre ele jogando no chão. A minha assessora teve o seu cabelo violentamente puxado. 

O vídeo divulgado pela Mídia Ninja mostra apenas a parte final do ocorrido. Quando eles viram a gente chamar a polícia pegaram o carro e fugiram rapidamente do local.

Quero dizer para meus amigos e minhas amigas que estamos bem e ainda mais dispostos a levar a campanha Lula/Haddad que vai barrar o fascismo e reconquistar a democracia no Brasil. Toda essa violência e desespero é consequência do rápido crescimento de Haddad nas pesquisas. 

Nada deterá a vontade do povo de votar em Haddad13, o nome indicado pelo melhor presidente que o Brasil já teve.

O fascismo, o racismo, a misoginia não passarão!

Benedita da Silva