ASSISTA
17 de junho de 2013, 00h43

Berlim apoia protestos contra violência policial em São Paulo

Manifestação com cerca de 400 pessoas na capital alemã neste domingo (16) teve como marca a presença de grupo turco solidário aos protestos na Turquia e no Brasil.

Manifestação com cerca de 400 pessoas na capital alemã neste domingo (16) teve como marca a presença de grupo turco solidário aos protestos na Turquia e no Brasil.

Por Tainã Mansani, de Berlim * Fotos Isaumir Nascimento / Tainã Mansani

“O gigante acordou”, “Copa do Mundo, eu abro mão, quero dinheiro para a saúde e a educação,  “Alckmin, sai de mim”, foram alguns dos gritos dos cerca de 400 brasileiros e pessoas solidárias que se manifestaram neste domingo, 16, em apoio aos protestos ocorridos em São Paulo nas últimas semanas contra o aumento das tarifas de transporte público.

A idealizadora do evento Juliana Rebelo Doraciotto afirmou que a ideia de organizar a manifestação em Berlim surgiu para mostrar aos alemães os problemas sociais enfrentados pelos brasileiros e ainda pela sua indignação com a violência policial em São Paulo, ocorrida na última quinta-feira, 13. Segundo relatou, a manifestação pela causa brasileira na capital alemã foi inspirada no exemplo da Turquia.

Em Berlim, manifestantes turcos do movimento de apoio à Taksim se uniram aos brasileiros em protesto. Eles caminharam junto com os brasileiros pelas ruas do distrito berlinense de Kreuzberg, carregando o cartaz com a frase “Taksim ist Überall, Überall ist Wiederstand”- “Taksin está em todo lugar, em todo lugar há resistência”. A Alemanha é o país com o maior número de imigrantes turcos do mundo, cerca de 4 milhões de pessoas.

Na sexta-feira (16), as notícias publicadas pela imprensa alemã sobre os acontecimentos em São Paulo destacaram, principalmente, a violência policial em protestos que antecedem grandes eventos como a Copa do Mundo de 2014.

A revista alemã Spiegel online  fala em “batalha por 7 centavos de Euro”. Outros veículos europeus, como o portal francês Rue89, publicaram que, para além dos poucos centavos que causaram as violentas ações, as manifestações em São Paulo refletem a má gestão pública e a corrupção no país.

Veja fotos do protesto (clique na imagem para ampliar)